Mundo

Morre, aos 76 anos, o cientista Stephen Hawking

Físico sofria de esclerose lateral amiotrófica (ELA), doença que causa a morte dos neurônios motores

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um dos maiores cosmologistas e cientistas da história, o britânico Stephen Hawking, faleceu na madrugada desta quarta-feira (14), em sua casa, na cidade de Cambridge, na Inglaterra. Lucy, Robert e Tim Hawking, seus três filhos, confirmaram, em nota ao site The Guardian, a morte do pai. Para eles, Stephen Hawking inspirou uma geração de cientistas e pesquisadores através do seu humor, carisma e brilhantismo. "Ele uma vez disse que não haveria universo se não houvesse uma casa para aqueles que amamos", disseram.

Desde os seus 21 anos que Stephen Hawking sofria com uma esclerose lateral amiotrófica (ELA), doença que causa a morte dos neurônios motores. O cientista foi ator do best-seller "Uma breve história do tempo", publicado em 1988. O livro ganhou fama pela forma coloquial de lidar com temas como o universo e o início de tudo.

Foto: Divulgação/Discovery Channel