Eleições 2018

MP Eleitoral investiga redução na frota de ônibus em Salvador no dia da eleição

Gestão de ACM Neto (DEM) apresenta ofício enviado às empresas de ônibus exigindo manter frota normal

Agência O Globo

O Ministério Público Eleitoral ( MPE ) na Bahia abriu investigação neste domingo para saber se a gestão do prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) reduziu a frota de ônibus municipais no dia da eleição. As autoridades receberam denúncias de que haveria redução de frota para prejudicar o candidato petista Fernando Haddad –ACM Neto declarou voto no candidato do PSL, Jair Bolsonaro . A Prefeitura de Salvador classificou a acusação de “fake news” e negou a informação.

“O procurador regional Eleitoral Claudio Gusmão já demandou à Polícia Federal uma série de diligências, como a visita às garagens das empresas e à Secretaria de Mobilidade de Salvador para averiguar a frota em circulação, colhendo dados como o registro de ponto dos trabalhadores e a quantidade de ônibus efetivamente circulando nas ruas, por meio do sistema de rastreamento instalado nos veículos (GPS). A intenção é avaliar se a oferta é equivalente à de um dia útil, uma vez que o Tribunal Regional Eleitoral havia requisitado esta oferta para garantir a circulação da população e o acesso aos locais de votação”, informou, em nota divulgada neste domingo, a Procuradoria Regional Eleitoral da Bahia.

A investigação também vai comparar dados de abstenção em Salvador neste segundo turno com o primeiro turno, para saber se efetivamente houve prejuízo na presença de eleitores.

Procurada, a prefeitura de Salvador classificou a denúncia de “fake news” e divulgou um ofício enviado pela Secretaria de Mobilidade na última quarta-feira com a seguinte determinação: “Informamos que no dia 28 de outubro de 2018 as concessionárias deverão operar com a sua frota máxima dos dias úteis, no período de 6 horas da manhã até às 18 horas da tarde, para atender o 2º turno das eleições de 2018”.


– A frota de ônibus que está rodando hoje, domingo, no segundo turno da eleição, é a mesma frota que rodou no primeiro turno da eleição – afirmou o secretário Fábio Mota.