Mundo

Mulher é deportada após receber R$ 2 mil para tirar virgindade de adolescente

Garota poderia ter sido condenada a 15 anos de prisão

Agência O Globo

A escocesa Sarah Louise McGill, de 28 anos, foi deportada dos EUA após receber US$ 480 (cerca de R$ 2 mil) para tirar a virgindade de um adolescente de 14 anos. A garota de programa e hipnoterapeuta de Orlando (Flórida) havia sido presa em abril.

De acordo com o menor, ele entrou em contato com Sarah Louise após achá-la em um site. Os dois combinaram um encontro em hotel da rede Marriott de Orlando. A escocesa atendia sob o pseudônimo de Sophia Belle.

Sarah Louise poderia ser condenada a até 15 anos de prisão, mas um juiz decidiu pela imediata deportação, segundo reportagem do "Mirror". A sentença saiu na quarta-feira (29).

Em tribunal, a escocesa, que é originária de Edimburgo, alegou desconhecer que o cliente era menor de idade. À polícia, o adolescente contou ter se sentido "culpado" pela relação sexual com Sarah Louise, mas que sofria grande pressão para perder a virgindade.

Após a denúncia, agentes foram ao hotel e encontraram Sarah Louise com outro cliente (este, maior) na mesma suíte em que se encontrara com o adolescente.