Mundo

Mulher é detida após postar fotos de cão com fita adesiva na boca em rede social

Suspeita é acusada de amarrar boca de animal para impedi-lo de latir

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Uma mulher está sendo acusada de agredir o próprio cachorro ao colocar fita adesiva para impedi-lo de latir dentro de sua casa, nos Estados Unidos. Segundo informações do 'Mirror', Kimberly Ann Howell, de 25 anos, foi detida após postar fotos do animal com a boca amarrada em sua rede social.

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Em depoimento à polícia, a acusada alegou que estava dando uma lição ao cão, que tentou morder sua filha. Ainda de acordo com a publicação, Ann Howell afirmou ter retirado a fita após postar as imagens no Facebook.Ela foi liberada sob fiança estimada em cerca de R$ 12 mil, mas ainda será julgada no dia 4 de novembro. Investigadores relataram que o cão está saudável e sem ferimentos.Após polêmica, Ann Howell decidiu apagar sua rede social. "As pessoas estúpidas são repostando o que estou dizendo. Eu vou provar que todos estavam errados, porque eu não sou uma má pessoa. Mas eu vou apagar a minha página do Facebook que eu só usei muito para se manter em contato com a família em sua maioria", escreveu.