Mundo

Mulher trans produz leite e amamenta pela primeira vez

A quantidade de leite produzida foi capaz de alimentar o bebê por seis semanas, segundo o estudo

Redação Correio 24h

Uma mulher trangenera de 30 anos de idade foi a primeira na história a amamentar um bebê. Ela quis amamentar o bebê depois que sua companheira, que estava grávida, decidiu que não queria ter essa experiência. A produção de leite foi possível graças a um tratamento que envolveu a administração de um coquetel de remédios, incluindo um medicamento que estimula a produção de leite e um bloqueador de hormônios masculinos, e o bombeamento da mama.

Segundo Informações da BBC Brasil, a mulher trans tem recebido terapia hormonal por seis anos, mas nunca realizou nenhuma cirurgia de mudança de sexo. A reportagem ainda consultou um especialista do Reino Unido que classificou a pesquisa como "emocionante" e pode levar a mais casos de amamentação por mulheres trans.

Foto: Reprodução
Tratamento para poder amamentar

O processo começou antes do nascimento do bebê.  A mulher trans se consultou com médicos e apresentou seu desejo. Os médicos então a colocaram em um tratamento que durou cerca de três meses e meio, para ajudá-la a produzir leite artificiamente. Esse tratamento geralmente é fornecido a mulheres que adotaram bebês ou que tiveram filhos com o auxílio de barrigas de aluguel. O resultado foi mais que satifatório já que a mulher foi capaz de produzir cerca de 240 ml por dia. Segundo o estudo, a quantidade foi o suficiente para amamentar o bebê por seis semanas.

Durante esse período, o crescimento, a alimentação e os hábitos intestinais do bebê foram "apropriados ao desenvolvimento". Depois disso, o bebê também começou a tomar leite de fórmula, porque não havia uma quantidade suficiente de leite natural sendo produzida. Com seis meses de vida, a criança ainda é amamentada pela mulher trans como parte de sua dieta.