Dia dos Namorados

Neste Dia dos Namorados, atores de 'Segundo Sol' falam da parceria dentro e fora da TV

Deborah Secco e Hugo Moura, Emilio Dantas e Fabiula Nascimento, e Adriana Esteves e Vladimir Brichta falam do trabalho juntos

Marcelle Carvalho, da Agência O Globo
- Atualizada em

Imagine se, em “Segundo sol”, Karola se encantasse por Robinho, Beto Falcão se apaixonasse por Cacau e Laureta trocasse juras de amor com Remy? Improváveis casais na trama das nove, seus intérpretes Deborah Secco e Hugo Moura; Emilio Dantas e Fabiula Nascimento; e Adriana Esteves e Vladimir Brichta, respectivamente, formam casais bem-sucedidos e apaixonados na vida real. E, segundo o protagonista, não tem essa de não levar trabalho para casa.

Foto: João Cotta/TV Globo/Divulgação

— A gente pode estudar juntos, ela me passa dicas, eu também me meto no trabalho dela... A gente se diverte. É uma delícia! Fabiula tem uma cabeça fantástica, é uma atriz de quem sempre fui muito fã. Ela é demais — baba Emilio, de 35 anos, que está há um ano e meio com a intérprete de Cacau.

Fabiula, de 39, também não economiza elogios ao namorado: — Emilio é um puta artista, parceiro de vida e arte. Sem contar que para tirar férias é muito melhor!

Já Deborah abre o maior sorriso quando fala de Hugo, com quem está casada há três anos e meio. Os dois são pais de Maria Flor, de 2 anos. — Estou feliz por ele. É um cara batalhador, que se esforça muito para estar onde está. Todo mundo fala que ser meu marido facilita, mas acho o contrário: dificulta. As pessoas têm um preconceito enorme, julgam erroneamente, e, mesmo assim, ele não se deixa abalar — defende a atriz, de 38 anos, que ainda torce para contracenar com o marido e tem nele seu consultor de sotaque, já que Hugo é baiano: — Ele me ajuda muito, acentua as palavras, aconselha nas gírias e no linguajar.

Foto: João Cotta/TV Globo/Divulgação

Estreando em novelas, o ator de 26 anos diz que esse primeiro papel tem gosto especial por “Deborah também fazer parte” da trama: — Facilita estarmos no mesmo trabalho, porque o nosso assunto é o mesmo, a gente discute coisas em comum. Ela tem me orientado muito, porque é uma veterana, tem 30 anos de carreira.

Casados há 12 anos, Adriana e Vladimir já contracenaram em alguns trabalhos na TV: “Coração de estudante” (2002), “Kubanacan” (2003, quando começaram a namorar) e, mais recentemente, em “Justiça” (2016). — É um recomeço de uma parceria, que hoje é amorosa, mas começou profissional. Sempre participei dos trabalhos que ela fez, independentemente de estar neles ou não, e ela sempre participou de todos os trabalhos que fiz da mesma forma — afirma Vladimir, de 42 anos.

Foto: João Cotta/TV Globo/Divulgação

A intérprete de Laureta não se furta a falar sobre a parceira com o marido: — É o auge do prazer em todos os sentidos! Não trabalhava com Vlad há muito tempo. Há uma grande troca. Nossa parceria começou no trabalho e se estendeu para fora dele. É o máximo!