Tecnologia

No primeiro debate presidencial, 20% dos tuítes foram de robôs ou fakes

Levantamento de empresa de big data aponta Marina Silva como candidata mais afetada

Igor Mello, da Agência O Globo
- Atualizada em

Uma medição em tempo real no Twitter durante o debate da Band, realizado na noite de quinta-feira, mostra que 20% de todas as publicações que citaram os presidenciáveis foram feitas por robôs ou perfis falsos. Os dados foram compilados pela AP/Exata, empresa especializada em análise de big data. No total, foram analisadas quase 148 mil postagens.

De acordo com o levantamento, o uso dos perfis automatizados — estratégia já conhecida na manipulação do debate político nas redes sociais — teve como principal vítima Marina Silva (Rede). Dos 12.762 tuítes sobre a ex-senadora, 16,84% foram publicados por esse tipo de conta. Segundo Sergio Denicoli, diretor da AP/Exata e pós-doutor em comunicação digital, no caso de Marina a ação dos bots foi provavelmente um ataque.