Carros

Nova geração do Jimny vem recheada de tecnologia; confira as novidades

Sistema de frenagem automática de emergência é um dos destaques

Agência O Globo

A Suzuki apresentou a quarta geração do Jimny. O jipinho reforça sua pegada retrô, com frente “chapada”, faróis redondos, tampa do porta-malas com abertura lateral e estepe pendurado na tampa da mala.

No interior, toques clássicos com copinhos dos relógios bem marcados no painel ganham a companhia de uma moderna central multimídia e ar-condicionado digital. O modelo, felizmente, continua a ser um todo-terreno de raiz, com chassi (do tipo escada) separado da carroceria.

Foto: Divulgação

Com ele, o jipinho suporta uma suspensão com eixo rígido e tração 4x4 com reduzida, itens bastante desejados por quem coloca o Jimny na trilha pesada.Começará a ser vendido no Japão em julho, mas no Brasil só deverá chegar em 2019.

Além disso, o modelo ganhou itens até então inéditos, como sistema de frenagem automática de emergência e até opção de câmbio automático de quatro marchas.

Segundo a Suzuki daqui, a quarta geração conviverá com a que é fabricada atualmente em Goiás.

Foto: Divulgação

A nova geração do jipinho estará disponível com três opções de motor: um 1.2 Dualjet (K12B), com potência de 90cv de potência e 12,2kgfm de torque e um 1.5 sem potência revelada, ambos aspirados, além de um inédito 1.0 turbo, também sem especificações reveladas. O nacional continuará com o mesmo quatro cilindros 1.3 de 85cv e 11,1kgfm.

E os preços? Enquanto o nacional continuará custando em torno de R$ 70 mil, a nova geração será mais cara para justificar toda a tecnologia embarcada. O valor não foi confirmado pela Suzuki, mas o novo jipinho com certeza custará mais de R$ 80 mil.