Economia

O pão de Toni: conheça a origem do panetone

Dizem que a comida nasceu de uma história de amor, porém há outra versão

Agência O Globo

A gente sabe que o Natal está chegando quando os panetones começam a aparecer nos supermercados. Pois sim, hoje vamos aproveitar a cozinha linda e natalina do 'Estrelas' pra falar de Natal e de panetone, essa comida que vira parte da decoração da mesa do café da manhã todo dezembro.

Dizem que o panetone nasceu de uma história de amor: Ughetto Atellani, nobre cavaleiro de Milão, fingiu ser o auxiliar de Toni o padeiro para ganhar a bela Adalgisa. Assim teria inventado o panettone, preparando um pão doce especial para ela que veio a ser conhecido como "pão de Toni" (o padeiro).

Mas como toda lenda que se preza tem mais de uma versão, outra história diz que o padeiro Toni queimou alguns pães e, para disfarçar, tacou frutas cristalizadas. E o erro virou acerto! Mas por que não tem panetone o ano inteiro? Pesquisei, pesquisei, e segundo algumas fontes a razão é que as padarias de Milão produziam este pão no Natal como presente. O costume se tornou uma tradição, como os ovos de chocolate na Páscoa.