Arte e Decoração

Otimize o espaço: confira dicas para decorar quarto dividido entre pais e filhos

"É preciso que haja o equilíbrio entre os espaços, pensando em cores e texturas não conflitantes", diz especialista

Agência O Globo
- Atualizada em

Com a chegada de uma criança, o desejo dos pais é ter um quartinho para ela. Mas nem sempre isso é possível. No projeto do quarto criado para Francisco Gil (filho da Preta Gil), sua mulher Laura Fernandez e a filhinha do casal, Sol de Maria, hoje com 2 anos, a solução foi compartilhar o ambiente com uma decoração criativa.

Foto: Reprodução

— É muito importante que o universo de cada um seja respeitado e delimitado. Para o casal, conforto e privacidade e, para o pequeno, segurança, brinquedos e livrinhos à mão e um ambiente lúdico são conceitos que fazem a diferença ao se decorar um quarto dividido — explica a arquiteta Anna Carolina Giffoni, do 2 Plan Studio.

Para Anny Meisler, da loja de móveis LZ Studio, que desenvolveu o projeto do quarto, é preciso que haja o equilíbrio entre os espaços, pensando em cores e texturas não conflitantes.
Foto: Reprodução

— Os extremos devem ser evitados: ambientes muitos infantis ou muito adultos podem não ser um bom caminho. Nesse sentido, quanto mais neutro, melhor! Mas pode investir em pequenos detalhes, como quadros e peças que indiquem quem ocupa o espaço — considera.

Para que a privacidade de pais e filhos seja respeitada, Anny aconselha o uso de biombos, cortinas, estantes, painéis de madeira, divisórias em steel frame (estrutura de aço) ou dry wall para delimitar os espaços de cada pessoa que ocupa o ambiente.