#todosjuntos

Pacientes infectados pela Covid-19 poderão ser tratados com sangue de pessoas já curadas

Ricos em anticorpos, o chamado plasma convalescentes, dos que venceram a doença, será doado para auxiliar no combate no novo vírus

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Médicos de Nova York, nos Estados Unidos, testarão um novo método contra a Covid-19. Em breve, os especialistas americanos utilizarão o sangue de pacientes recuperados da doença em pessoas hospitalizadas em estado gravíssimo por conta do coronavírus. Ricos em anticorpos, o chamado plasma convalescentes, dos que venceram a doença, será doado para auxiliar no combate ao novo vírus.

Esse tipo de tratamento já vem sendo usado por décadas para doenças infecciosas, como ebola e influenza. "É difícil saber, cientificamente, quão eficaz contra uma doença ele seria antes de testá-lo", disse o Dr. David L. Reich, presidente e diretor de operações do Hospital Mount Sinai, que utilizará o método, ao New York Times.

Os pesquisadores do Mount Sinai são um dos primeiros nos Estados Unidos a desenvolver um teste capaz de detectar anticorpos em pacientes recuperados. 

Na última terça-feira (24), o Food and Drug Administration (FDA), a agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, autorizou a utilização do plasma, em caráter experimental, em situações de emergência, em pacientes. 

Médico responsável pelo New York Blood Centar - local que coletará, testará e distribuirá o plasma -, Bruce Sachais disse ao jornal que o principal "foco é implementar isso rapidamente de forma a ajudar os hospitais a usarem o produto em pacientes"