Viver Bem

Paisagismo: saiba o que você precisa para um bom projeto

Um paisagismo bem elaborado pode se tornar um fator determinante para a beleza de uma residência

Especial de Conteúdo


Oferecimento
Todo projeto arquitetônico precisa se preocupar com paisagismo e garantir que ele ganhe atenção especial. Se estamos falando de uma casa, esta necessidade é ainda maior. Afinal, na hora de planejar é preciso pensar na casa como um todo e não apenas no seu ambiente interno. O paisagismo dá vida a uma casa. Seja no jardim, nas entradas ou até mesmo na fachada, ele harmoniza, traz charme e aconchego aos ambientes.

Para quem não sabe, o paisagismo é a composição da paisagem como complemento da arquitetura. Ou seja, é uma técnica que consiste em zelar pela decoração de jardins ou paisagem natural de qualquer ambiente. Ele tem o poder de recriar a natureza e, assim, transformar até o terreno mais simples em um jardim encantador.

Um paisagismo bem elaborado pode se tornar um fator determinante para a beleza de uma residência. O paisagista é o profissional indicado para fazer esse tipo de trabalho, que pode ser feito em parceria com o arquiteto.

Mesmo em ambientes pequenos, é possível criar uma paisagem verde. A boa notícia é que é possível colocar a mão na massa – ou melhor, na terra – e fazer você mesmo o seu jardim. Para isso, é preciso ter algumas coisas em mente sobre o que se preocupar antes de transformar a ideia em realidade. Se interessou? Então confira as nossas dicas:

O que levar em consideração:

Tamanho

Uma grande área verde permite um paisagismo mais elaborado


Esse é o primeiro passo. Aqui será levado em consideração a área que será dedicada a jardinagem. E quanto maior o espaço, mais plantas e itens de decoração serão necessários para compor o paisagismo e mais fácil será mesclar vários tipos de plantas – o que traz mais possibilidades para seu jardim.

Iluminação

A função da iluminação vai além da estética do ambiente

Para projetos de paisagismo nas fachadas ou entradas das casas, é importante contar com uma boa iluminação. Além de embelezar o ambiente, as luzes cumprirão o papel da luz solar durante a noite.

Tipo de Plantas

Um exemplo de  horta vertical: economia de espaço

A decisão das plantas a serem utilizadas, deve levar em conta o seu gosto pessoal. Mas vale lembrar que cada planta precisa de um cuidado especial. É preciso saber, por exemplo, quais plantas suportam maior exposição do sol, o tamanho que elas devem ter, o tempo de dedicação que exigem e a umidade do local. As árvores grandes, por exemplo, não ornam bem em espaços pequenos. Nesses ambientes o recomendado é que sejam utilizados arbustos e plantas menores.

A horta vertical é uma ótima opção para quem tem pouco espaço, mas quer dar mais vida à casa. E o melhor é que é totalmente possível fazer, sozinho, uma horta deste tipo. Confira o passo a passo neste vídeo:

Paisagismo na área interna

Os vasos servem também como elemento decorativos em jardins internos
Muitas vezes, a falta de espaço externo nos faz desistir da ideia de ter um jardim, não é mesmo? Mas a ideia aqui é mostrar que é bem possível ter paisagismo dentro de casa e mais: só tem lado positivo (link que direciona ao texto solicitado) nesta ideia.

Para os jardins internos (link que direciona ao outro texto solicitado), invista não só em plantas e flores. Elementos decorativos como vasos, cadeiras, bancos e estátuas compõe o ambiente e permitem que você tenha um espaço relaxante para aproveitar as belezas naturais.

Outra boa ideia é usar bambu decorativo na sala. O ideal é que ele fique próximo a uma grande janela ou à uma porta de vidro, onde receba bastante luminosidade natural. E atenção! Rega-lo uma vez por semana já é o suficiente.

Quer saber mais sobre paisagismo, dicas de decoração e projetos de casa? Acesse o blog do Alphaville Urbanismo e aprenda ainda mais sobre esse universo!