Literatura

Poeta mineira, radicada na Bahia, lança 'Quando o amor faz feliz' por editora carioca

Livro pode ser encontrado no site da editora Travassos e nas lojas virtuais da Amazon, Extra, Ponto Frio, Casas Bahia e Mercado Livre

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)


A bordo do barco Fila Boia, na Baía de Todos os Santos, Lucymar lançou o livro, ‘Quando o amor faz feliz’ em 2013, na época com um lançamento inédito. Sete anos depois, a poeta mais conhecida nos meios literários como Cymar Gaivota, retorna com o livro repaginado e publicado nacionalmente pela Editora Travassos, do Rio de Janeiro.

A obra chega ao mercado nacional com um moderno projeto gráfico e busca conquistar um novo público apreciador dessa arte literária que antecede a própria escrita: a poesia. Além do site da editora, o livro também pode ser encontrado nas lojas virtuais da Amazon, Extra, Ponto Frio, Casas Bahia e Mercado Livre.

“Quando o amor faz feliz” tem como objetivo a compreensão do amor em seus três estágios: Eros, Filo e Ágape, no entanto seu foco maior é no amor Eros e sua dependência de cumplicidade e companheirismo. Em sua essência, a obra traz uma mensagem para os que amam demais e quando o sentimento deixa de existir em um dos corações e a relação chegou ao fim, ambos devem seguir suas vidas sem jamais usar da força e da violência, para impor sua vontade sobre o outro. Um aprendizado fundamental, sobretudo nesse tempo em que alguns cometem barbaridades em nome de um “amor” doentio e possesivo, que sufoca, oprime a até mata a outra pessoa que já não compartilha desse mesmo amor.

A escritora enaltece o amor, mas, deixa transparente que o “Eros” só faz feliz quando nasce em dois corações e pode ser compartilhado, vivido e desfrutado pelos “enamorados”, diferente do amor Filo e Ágape que não depende do outro. “Ama-se sem esperar nada em troca, é assim quando amamos o nosso próximo e é assim que Deus nos ama”, diz a autora sobre Filo e Ágape.



A autora - Lucymar dos Santos Soares (Cymar Gaivota) é mineira da Serra dos Aimorés, porém é radicada na Bahia desde criança: Argolo/BA e Salvador/BA.  Jornalista, poeta, blogueira, divulgadora cultural, documentarista, membro da Academia de Cultura da Bahia, ALMAS - Academia de Letras, Música e Artes de Salvador e participa do Movimento Exploesia. Autora dos livros Cicatrizes e Nas asas da gaivota (independente) e de mais cinco obras não publicadas. Organizou junto a Cogito Editora a Antologia Solilóquio com 30 escritores e organizou a Antologia Memórias (Editora Agilite), um projeto do seu blog com 42 escritores. Foi selecionada com a poesia DAR-TE-EI pelo Prêmio Elisa Lucinda, no Concurso de Poesia dos Bancários III. É Ex-Secretária da UBESC – União Baiana de Escritores.

Cymar é coautora em antologias organizadas por Sandra Stabile (Projeto Alma Brasileira), por Valdeck Almeida de Jesus e Antologia Literarte Celebra Salvador (ALMA). Foi jurada em alguns concursos, promovidos por Valdeck Almeida. Prefaciou o “I Concurso Literário - EBENÉZER – Até aqui nos ajudou o Senhor” organizado pelo historiador e poeta Leandro de Assis. Participou do projeto Carta ao Presidente e integra o Dicionário de Escritores Contemporâneos da Bahia   organizados pelo jornalista Carlos Souza Yeshua, e foi uma das mulheres homenageadas na Coletânea Literária - Universo Mulher (Oak Books).