XPGamer

Poker online cresce no Brasil: veja oportunidades que modalidade oferece

Indo além de lazer e chegando na esfera profissional, atividade atrai jovens em busca de independência de espaço físico e horário

Redação Dino
- Atualizada em

É difícil de imaginar que, antes de 2003, os jogos de poker online não existiam. Para se ter uma ideia, somente no Brasil, o Statista traz que o número de jogadores de poker online passou de cem mil em 2006 para quatro milhões a partir de 2018. No mundo, já são mais de 150 milhões de apostadores de acordo com o Playoffs.

Engana-se, porém, quem acredita que o jogo é somente para lazer. Existem jogadores que se dedicam exclusivamente a estudar as estratégias e desafiar pessoas no mundo todo. E acredite: os ganhos de um jogador profissional podem ultrapassar os 300 mil dólares por ano, segundo a Forbes.

Dentre os países com maior quantidade de gamers, o Brasil já está entre as potências da modalidade. Atualmente, é o que possui mais títulos no WCOOP 2019 (World Championship of Online Poker), dominando o ranking do Poker Online.

Muitos jogadores são atraídos pela liberdade e pelo desafio intelectual gerado pelo poker online. A profissão, porém, não envolve somente raciocínio, lógica e concentração. 

Por se tratar de um trabalho totalmente remoto, exige que seja estabelecida uma rotina bastante regrada e específica. Isso porque é possível participar de diversos campeonatos envolvendo pessoas do mundo todo. Dependendo do fuso horário, pode ser necessário passar a madrugada bolando estratégias e jogadas. 

Com o tempo, isso pode ser exaustivo e levar ao surgimento de problemas de saúde, principalmente os relacionados à postura. 

Além de dores nas costas, o fato de ficar horas sentado pode levar ao surgimento de diversas patologias, como lordose, escoliose e cifose, que alteram a inclinação natural da coluna, gerando curvaturas.

Jogadores de poker também podem desenvolver quadros de ansiedade e depressão, segundo o Journal of Gambling Studies. A tensão também pode levar ao surgimento de doenças cardiovasculares, fazendo com que os batimentos se acelerem mais do que o normal, modificando o funcionamento do coração.

Mas, será que é possível evitar que esses problemas ocorram para, com isso, não prejudicar no trabalho? Com pequenas alterações de hábitos, sim. 

Usar as pausas ao longo do trabalho e caminhar um pouco ajuda a relaxar a musculatura, bem como aliviar a tensão (ou ao menos ficar em pé na breve pausa de um torneio). Momentos de lazer e descanso podem ser de grande valia. Utilizar equipamentos ergonômicos também é essencial. Eles são desenvolvidos para manter a postura adequada e garantir o conforto necessário.

Outra dica é jogar poker online de pé, mesmo que por algumas horas. Segundo pesquisa da Harvard Medical School, além de reduzir a incidência de dores nos ombros e nas costas, trabalhar de pé oferece vários benefícios à saúde, como a diminuição dos riscos de doenças cardiovasculares. Se houver um torneio longo sem pausa, alterar posições entre em pé e sentado é o recomendado.

Nesse cenário, uma ótima opção são as mesas com regulagem de altura automatizada. Elas permitem regular a altura de acordo com a necessidade, possibilitando intercalar momentos de trabalho em pé e sentado.

Segundo Paulo Santos, sócio da empresa de móveis automatizados Slik, especializada em mobiliário ergonômico e ajustável, mais de um terço das suas vendas de mesas com regulagem de altura vão para profissionais remotos. Ele afirma:

"Jogadores profissionais de poker online representam um dos principais perfis de consumidores dentro do nosso grupo de clientes, e essa é uma tendência crescente".

Santos adiciona:

"Nossos consumidores sabem do impacto que um ambiente confortável e ergonômico tem para a performance no jogo. Por isso, investir no setup da estação de trabalho garante um retorno claro para esse público".

É importante destacar que os riscos aos quais os jogadores de poker online estão expostos não são restritos a essa profissão. Qualquer trabalhador remoto, como desenvolvedores e designers freelancers, por exemplo, pode ter esses problemas. 

Portanto, a recomendação é clara: adotar medidas preventivas no dia a dia, afim de garantir um ambiente de trabalho mais saudável e produtivo.