Mundo

Por inveja, jovem envenena café de amiga e é condenada a 20 anos de prisão

Segundo uma emissora da Austrália, Jessica havia terminado um relacionamento e não conseguia se recuperar do rompimento

Agência O Globo

A Justiça indonésia condenou Jessica Kumala Wongso, de 27 anos, a 20 anos de prisão por envenenar a amiga com cianureto. O crime causou comoção no país, e Jessica não foi condenada à morte porque tem cidadania australiana.


Segundo a rede de TV australiana “SBS”, Jessica Wongso estava triste por causa do rompimento com o namorado australiano, no fim de 2014, quando se encontrou pela primeira vez com Mirna e o marido, Arif Soemarko, em dezembro do ano passado. Quando ela os viu “muito feliz”, “algo foi “disparado”.

O juiz afirmou que Jessica premeditou o crime. “O assassinato foi vil e sádico porque a ré fez isso com sua própria amiga”, disse Binsar Gultom no tribunal. As duas tomavam um café num shopping no centro de Jacarta quando a vítima, Wayan Mirna Salihin, tomou um gole de uma bebida misturada com cianeto, caiu no chão e entrou em convulsão, segundo os promotores. Ela morreu ao chegar no hospital, em 6 de janeiro deste ano.O presidente indonésio, Joko Widodo, entrou no caso, afirmando que Wongso não seria executada ainda que fosse condenada à pena de morte. O acordo foi feito com a Austrália a fim de que a polícia australiana ajudasse na investigação.Segundo o “Jakarta Post“, o caso de assassinato recebeu grande atenção do público desde o início do inquérito policial, especialmente porque os investigadores não conseguiram encontrar quaisquer testemunhas que tivessem visto Jessica colocar o veneno no café. Contudo, o juiz disse que “Jessica teria visto se alguém mexesse no café. E ela estava ansiosa enquanto esperava por Mirna no café, segundo as imagens do circuito interno de câmeras do local”.