Mundo

Portugal decreta três dias de luto em homenagem ao ex-presidente Mário Soares

Mário Soares morreu no sábado (7) aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa

Agência Brasil

O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, anunciou hoje (7) que o governo decretou três dias de luto oficial, a partir de segunda-feira, pela morte do ex-presidente Mário Soares. Será feito um funeral com honras de Estado.

António Costa fez o anúncio em Nova Deli,  na Índia, onde faz até quinta-feira uma visita de Estado. O ex-presidente de Portugal Mário Soares morreu hoje aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, onde se encontrava internado desde o dia 13 de dezembro.

Temer lamenta morte de ex-presidente

O presidente Michel Temer divulgou uma nota em que diz ter recebido “com tristeza” a notícia da morte do ex-presidente de Portugal, Mário Soares, a quem descreveu como “figura-chave do Portugal moderno” e “amigo do Brasil”.

Presidente de Portugal considera Mário Soares um "vencedor"

Em nota, o presidente Marcelo de Sousa, afirma que o ex-presidente "foi como lutador pela liberdade que se revelou determinante para criar a nossa democracia; a votar a nossa constituição; a ver a lusofonia como comunidade de Estados soberanos e irmãos; a pedir a adesão às comunidades europeias e a subscrevê-la, sonhando com uma Europa das pessoas e da solidariedade; abrir a nossa diplomacia ao mundo; a condenar as violações dos direitos humanos e as intolerâncias internacionais; a defender a igualdade que permitisse a verdadeira liberdade, num quadro de um socialismo democrático lusíada, europeu, atlântico, universalista e progressista”. 

O corpo de Mário Soares será velado no Mosteiro dos Jerônimos, a partir de segunda-feira (9) e o funeral será na terça-feira (10), no cemitério dos Prazeres, em Lisboa.