Mundo

Princesas da Disney estampam cartazes de campanha contra abuso sexual

Ação foi desenvolvida pela artista e ativista Saint Hoax, após descobrir que uma amiga havia sido violentada pelo próprio pai aos sete anos

Redação iBahia (agenda@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Após descobrir que uma das suas amigas mais próximas havia sido violentada pelo próprio pai aos sete anos de idade, a artista e ativista do Oriente Médio, Saint Hoax, desenvolveu uma campanha contra o abuso sexual. Fascinada por ícones da cultura pop, Hoax optou por retratar essa realidade em cartazes estampados com as princesas da Disney.

Leia também:
De segunda a sexta, Cinemark dá desconto nas sessões das 14h

Conheça dez sites para baixar audiolivros gratuitamente
Divulgado trailer oficial de 'Os Mercenários 3' com Sylvester Stallone e Mel Gibson

Perturbadoras, as imagens mostram as princesas beijando seus próprios pais em cada conto. "Nunca é tarde demais para relatar o ataque", diz a campanha intitulada 'Princest Diaries', o objetivo da iniciativa é incentivar as vítimas a denunciarem seus agressores.

Em entrevista ao HuffPost Entertainment, Hoax disse que quando ela ouviu falar do abuso que sua amiga sofreu, sabia que precisava fazer algo sobre isso. "Essa história me chocou muito e como um artista/ativista decidi falar do assunto de uma maneira diferente. Usei as princesas da Disney, porque é uma linguagem visual que o meu público-alvo entenderá", declarou.
Dois dos cartazes da campanha com as princesas Ariel (A Pequena Sereia) e Jasmine (Aladin)

No Brasil, as denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes devem ser feitas através do número 100, serviço do Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.