Sustentabilidade

Projeto Tamar comemora 35 anos e soltura de 20 milhões de tartarugas

Apesar de todo trabalho do projeto ao longo dos anos, o perigo de extinção ainda é grande: apenas um em cada mil filhotes consegue sobreviver no mar

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em


Em 35 anos de atuação, o Projeto Tamar já soltou no mar mais de 20 milhões de tartaruguinhas. Para comemorar o aniversário e essa marca, a entidade realizará, no próximo dia 27, a partir das 17h, em Praia do Forte, uma celebração especial: serão soltos novos filhotes de tartaruga marinha recém-nascidos e, a partir das 20h, haverá show no Espaço Cultural do Projeto Tamar.

“É uma conquista da sociedade brasileira e de todas as pessoas que trabalham corajosamente para proteger as tartarugas marinhas”, comenta Guy Marcovaldi, coordenador nacional e um dos fundadores do Tamar.

Marcovaldi afirma, ainda, que o mais importante do trabalho ao longo de todos esses anos é que nasceu uma nova geração de tartarugas marinhas o Brasil.

Só que as estatísticas poderiam ser bem melhores. Para se ter uma ideia, apenas um de cada mil, entre os 20 milhões de filhotes, consegue sobreviver. Em todo o Brasil, existem pouco mais de sete mil fêmeas desovando, ou seja, o perigo de extinção ainda é grande. E entre as maiores ameaças para esses animais estão as redes de pesca e as luzes artificiais nas praias de desova (fotopoluição).