Economia

Propaganda enganosa lidera queixas na Black Friday 2017 do Brasil

Este ano, número de reclamações é 17,1% maior do que a edição passada

Redação Correio 24 horas

O principal motivo de queixas no Reclame Aqui durante a Black Friday 2017 foi a "propaganda enganosa". O site divulgou um balanço dos dias de desconto - foram 3.503 reclamações. O número é 17,1% maior do que a edição passada do evento, que recebeu 2,9 mil queixas. Em 2014 houve recorde no número - cerca de 12 mil reclamações - e desde então vinha em queda. 

(Foto: Reclame Aqui)

O balanço do Reclame Aqui mostra que não houve grandes ofertas esse ano - com 50% ou até 80% de desconto, como na ideia original, importada dos EUA. A maior parte das ofertas teve abatimentos normais de final de ano. Mesmo assim, os brasileiros foram às compras, muitos já antecipando os presentes de Natal. 

O relatório final do Reclame Aqui inclui reclamações começando às 18h de quinta-feira, se encerrando à meia noite deste sábado (25). É possível que ao longo deste final de semana lojas continuem oferecendo descontos.

(Foto: Reclame Aqui)

Lojas mais reclamadas

Magazine Luiza – Loja Online — com 263 reclamações;

Americanas.com – Loja Online — com 245 queixas;

Kabum! — com 173 ocorrências.

Principais queixas

Propaganda enganosa em 13,5% dos casos;

Problemas na finalização da compra em 9,6%;

Divergência de valores em 8,8%


Produtos mais reclamados

Smartphones — 8,9%

TVs — 4%

Perfume — 1,7%

Tênis — 1,5%

Notebooks — 1,3%