Empreendedorismo

Quer empreender na Europa? Veja dicas de quem já fez as malas

StartUP VISA é um programa de acolhimento de empreendedores estrangeiros que pretendam desenvolver um projeto inovador em Portugal

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Se você é um empreendedor, tem uma boa ideia de negócio e pretende obter o Visto de Residente, saiba que Portugal tem boas oportunidades. Com inscrições abertas desde março deste ano, o Programa StartUP VISA Portugal já recebeu inúmeras candidaturas de empreendedores estrangeiros de todas as partes do mundo, principalmente brasileiros.

O StartUP VISA é um programa de acolhimento de empreendedores estrangeiros que pretendam desenvolver um projeto inovador em Portugal, com vista à concessão de visto de residência ou autorização de residência.

Conversamos com Leonardo Ribeiro Costa, um jovem baiano de 32 anos, que teve sua candidatura aprovada pelo programa. Com a autoridade necessária, ele dá dicas de como conseguir avançar nas etapas:

Foto: Leonardo Costa
“A primeira e mais importante dica é que o candidato realmente seja apaixonado por empreender e tenha uma boa ideia e/ou negócio. Parece clichê, mas não é. Isso vai ser verificado pelo Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI), que é a agência governamental que gerencia o Programa StartUP VISA"

As candidaturas passam por algumas fases de seleção. Na primeira delas é preciso identificar quem são os empreendedores envolvidos na ideia/negócio, detalhar o projeto e explicar qual a sua experiência/aptidão na área.

“Por isso é fundamental que todos os envolvidos na ideia realmente possam contribuir com o negócio. As candidaturas são analisadas individualmente, cada pessoa envolvida precisa apresentar e atender todos os requisitos”, afirma Leonardo.

Para que a candidatura da sua ideia passe para a fase seguinte, é preciso que pelo menos uma incubadora homologada pelo IAPMEI demonstre interesse no seu projeto através da plataforma do StartUP VISA.

“Fiquei extremamente entusiasmado quando 4 incubadoras quiseram desenvolver meu projeto. Eu fiquei muito feliz”, conta.

A etapa seguinte exige detalhes. É preciso explicar muitos itens como projeção de faturamento, escalabilidade, internacionalização, formação de preços, aderência à cultura local, entre outros itens.
Caso o projeto passe novamente de fase, o Programa StartUP VISA autoriza que o empreendedor assine um contrato com a incubadora interessada para tirar o projeto do papel.
Leonardo Costa
“Por incrível que pareça, agora eu é que estou avaliando as incubadoras interessadas no meu projeto, verificando quais oferecem as melhores condições, para decidir onde desenvolvê-lo”. A partir da assinatura do contrato de incubação, o IAPMEI emitirá uma declaração para que o candidato trate do visto junto ao Consulado ou ao Serviços de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Leonardo está feliz e sabe que ainda há muito caminho pela frente. “Sempre fui inquieto. Saí da minha cidade natal, Santaluz, no sertão da Bahia, pelo meu desejo de crescer. Vim para Portugal também pela vontade de conseguir coisas grandes. Eu sei que na verdade isso tudo é apenas o começo. Quero me tornar um empresário de sucesso aqui na Europa. A minha maior motivação sempre foi a minha família: minha esposa, minha mãe e meu pai sempre foram meus grandes incentivadores, sempre me deram força e acreditaram em mim”.