Empreendedorismo

Quer viver legalmente na Europa? Tudo que você precisa é de uma boa ideia de negócios

O Programa StartUP VISA Portugal é a oportunidade de empreender e ainda viver legalmente na Europa

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Se você tem o sonho de viver fora do país, certamente Portugal já passou pela sua cabeça. Afinal, quem não quer morar na Europa? As facilidades que o país lusitano oferece para estrangeiros são um fator determinante na escolha de muitas famílias pelo destino europeu, eleito como o 3º melhor lugar para se viver.

E é sobre uma dessas facilidades que o consultor de negócios Leonardo Ribeiro (que é especialista neste Programa e já conseguiu diversas aprovações) traz informações muito interessantes.

“Portugal é um país carente de mão-de-obra qualificada e, mais ainda, de novas ideias de negócio. Por isso, na tentativa de atrair estrangeiros empreendedores, criou o Programa StartUP VISA Portugal, que concede o Título de Residência para pessoas que apresentam uma boa ideia de negócios a ser desenvolvida no país.”

Outro fator que chama a atenção é a facilidade para se inscrever, afinal, não custa absolutamente nada se candidatar. É isso mesmo: zero! Qualquer pessoa maior de 18 anos e com uma boa ideia tem chances de conseguir.

“A candidatura é bem simples: o empreendedor se cadastra na plataforma do programa e, em seguida, cadastra a sua ideia de negócios. Se, após a avaliação dos técnicos do IAPMEI (agência que administra o programa) o resultado for positivo, o empreendedor assina um contrato de incubação e recebe, então, a documentação para tratar do seu documento de residente.” afirma Leonardo.

Mais uma facilidade oferecida pelo Programa é a possibilidade de até 5 empreendedores se inscreverem no mesmo projeto. Mas, o consultor Leonardo chama a atenção neste ponto: “é fundamental que todos os inscritos tenham, de fato, uma função bem definida no projeto, senão pode ter a candidatura rejeitada. Os técnicos são treinados para identificar se todos os participantes vão contribuir com a ideia ou se estão apenas sendo um ‘cabide’ para os outros”.

É importante salientar também que há alguns critérios que precisam ser cumpridos por todos os candidatos, dentre os principais estão: não possuir antecedentes criminais, apresentar meios financeiros e, é claro, ter uma boa ideia de negócios.

Léo Rico, como é conhecido pelos seus clientes, dá algumas dicas para quem pretende tentar: “qualquer ideia de negócios tem potencial de aprovação no Programa, só é preciso estar adequada ao que Portugal quer. Já conseguimos aprovar projetos de produtos veganos para cabelo, obras e reformas, entrega de documentos, logística, drones para o turismo, cera depilatória, automação residencial, além de outros que estão em análise neste exato momento”.

Informações mais detalhadas sobre o Programa podem ser encontradas no website do consultor www.startupvisaportugal.com.br ou no site da agência IAPMEI www.iapmei.pt.