Economia

Quer zerar as dívidas e limpar o nome? Antecipar o 13º salário pode ser solução

Trabalhador do setor privado também pode antecipar até 100% de seu salário extra a partir de uma linha de crédito

Priscila Natividade (priscila.oliveira@redebahia.com.br)

A Previdência Social iniciou na segunda-feira (25) o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário para os aposentados e pensionistas. Mas o trabalhador do setor privado também pode antecipar até 100% de seu salário extra a partir de uma linha de crédito específica disponível na maioria dos bancos.


No entanto, especialistas em educação financeira recomendam atenção quanto à real necessidade de se optar por este tipo de antecipação. Segundo o economista e especialista em planejamento financeiro familiar, Augusto Sabóia, a vantagem em antecipar o décimo em bancos só existe caso o valor seja capaz de quitar todas as dívidas.


“Não dá para substituir uma dívida por outra e ainda ficar sem o benefício”, analisa. O desejado 13º salário já está nos planos da maioria antes mesmo de ser debitado na conta do trabalhador. O que aumenta a oferta de crédito para esta antecipação de valor oferecido pelos bancos, com taxas mensais que variam de 2,20% a 5,25% (ver tabela abaixo com opções de cada banco).

Para Sabóia, se comparado às taxas de cheque especial ou aos cartões de crédito, a antecipação é muito melhor. “Você vai trocar uma dívida mais cara por uma mais barata, o que é muito mais eficiente do que continuar a contrair novas dívidas”.O especialista recomenda também que o trabalhador nem pense nesta opção caso tenha despesas fixas programadas para dezembro e janeiro, como IPVA e material escolar dos filhos, por exemplo.  “É certo que este dinheiro deveria ser usado em um investimento, justamente por ser um extra. Mas quando não dá para fazer isso é preciso adequar o seu padrão de gastos ao que você ganha”.  

Aposentados   Do lado dos aposentados, a antecipação do benefício chegou em boa hora. São várias as opções de uso, a primordial, é mesmo a de quitação de dívidas. Mal o dinheiro entrou na conta para a aposentada Elma Cunha, 58 anos, já ter definido o rumo que a grana extra iria tomar. “Entrou com a mesma velocidade que saiu”, confessa. “Paguei algumas dívidas com cartão de crédito que acabei fazendo recentemente”, completa. Sua ideia inicial era colocar tudo em uma poupança, mas ela  perdeu o controle dos gastos. “Vi, gostei, gastei e agora tive que pagar”. Por sorte, sobrou um troquinho: “Vou me matricular no ioga”. O calendário de pagamento de agosto segue até o dia 5 do mês que vem. Para quem recebe acima do mínimo, o pagamento começa a ser depositado no dia 1º de setembro. Nesta primeira parcela, não há desconto de Imposto de Renda (IR).  Economista recomenda investimento em aplicações Segundo o economista Gustavo Casseb, os 12 meses de salário são para gastar, enquanto o décimo terceiro deve ser utilizado da melhor maneira possível, sobretudo, com relação ao que ele pode render para os aposentados e pensionistas. “Se houver alguma dívida, resolva isso logo. Mas caso esteja com as despesas controladas, é interessante aplicar nos combos de renda fixa oferecidos pelos bancos”. De acordo com o especialista, as taxas de rendimento variam de 8% a 9% por ano, aproximadamente. “São aplicações muito rentáveis”. Outras opções são as letras de crédito imobiliárias ou CDB (Certificado de Depósito Bancário) e CDI (Certificado de Depósito Interbancário) bancários. Vale buscar mais informações nas agências em que o aposentado ou pensionista seja correntista. “O importante neste sentido é não deixar o dinheiro parado”, finaliza. Matéria Original Correio 24h: Quer zerar as dívidas e limpar o nome? Antecipar o 13º salário pode ser solução