Carros

Renault anuncia mais um recall do novo Kwid

Problema com solda no berço do motor pode fazer motorista perder a direção

Agência O Globo

RIO — A Renault anunciou no último sábado o recall de 1.918 unidades do novo Kwid para que seja substituído um componente chamado berço do motor. O motivo, de acordo com a fabricante, é a não conformidade da solda do berço do motor, que poderá se romper. A Renault esclarece ainda que elementos da suspensão dianteira são fixados no berço do motor. Caso ele se rompa, pode ocorrer perda da dirigibilidade com risco de acidente e de lesões aos ocupantes.

Foto: Divulgação

Em novembro passado, um problema na direção hidráulica, com risco de acidentes e até incêndio, levou a Renault a anunciar um recall de cinco modelos, entre eles o novo Kwid. No caso do compacto Kwid, a montadora detectou dois problemas. O primeiro é o possível vazamento por causa da posição como foi montado o tubo de combustível. Neste caso, o recall envolve 16.798 unidades, fabricadas entre 1º de março de 2016 até 27 de setembro de 2017. O tempo de reparo é de uma hora. A outra convocação se deve à possibilidade de surgirem trincas no sistema de freio, o que em situações extremas ocasionará ineficiência de frenagem ou travamento das rodas e perda de dirigibilidade. Nesse caso, o chamado inclui 21.082 carros fabricados de 1º de março de 2016 a 2 de novembro de 2017. Já o tempo de reparo estimado é de um dia.

As unidades envolvidas foram fabricadas entre 9 e 16 de setembro de 2017 e têm chassis não sequenciais entre JJ003408 e JJ998344.

A Renault fará a verificação do componente e, se necessário, o substituirá. O serviço, que deve ser agendado, é gratuito e pode levar até três horas e meia. Mais informações podem ser solucionadas pelo tel. (0800) 055-5615 ou pelo site.