ESPECIAL JUNINO 2021

Saiba o que não pode faltar para uma boa comemoração junina

iBahia conversou com duas pessoas que costumam aproveitar este período ao lado dos familiares com muita comida e animação

Lívia Oliveira (livia.oliveira@redebahia.com.br )
- Atualizada em

A pandemia da Covid-19 levou, pelo segundo ano consecutivo, ao cancelamento das festas juninas. Por ser proibido aglomerar, não teremos as viagens para o interior da Bahia, os vários dias de festas, músicas, comidas típicas e as idas de porta em porta para prosear e tomar o tradicional licor. Mas, o importante é se manter seguro e não deixar a tradição junina "morrer". 

A família de Gabriel Grilo, por exemplo, todos os anos celebra a época junina com muita comida, fogueira, fogos de artifício e bandeirolas. Segundo ele, por causa das circunstâncias, mais uma vez não terá como reunir os parentes, mas as lembranças boas dos cinco dias de comemoração junina familiar permanecem em sua memória. 

Registro junino de Gabriel reunido com os familiares | Foto: arquivo pessoal

"Eu tenho 26 anos e só em 2020, e agora em 2021, que não terá reunião da família neste período. Desde novinho lembro de comemorar. Amava as arrumações, a fogueira, as comidas - milho, amendoim, canjica e pamonha. Era uma data especial também porque minha avó fazia aniversário neste período", relatou. 

Para não deixar o carinho pela festa "morrer", Gabriel conta que tem as redes sociais como uma aliada. "Esse ano é melhor ficar cada um no seu canto, arrumar suas casas e, no máximo, fazer uma vídeo chamada, mandar foto das comidas típicas que comer, trocar mensagens e já começar a planejar o São João de 2022", explica. 

Os festejos juninos também fazem parte da vida de Léa Pontes, de 55 anos, que é a responsável pela decoração e pela organização da lista de comidas da comemoração familiar.

Registro junino da família de Léa | Foto: acervo pessoal
"A minha relação com o São João começou na infância, quando iniciava o mês de junho e começavam os preparativos para a festa de São João, que na minha cidade, Senhor do Bonfim, durava 30 dias. Os meus tios e tias sempre muito festeiros, enfeitavam a rua onde morávamos juntamente com os vizinhos, e depois enfeitavam as casas de correntes coloridas de papel de seda. Eu ficava eufórica com a chegada do mês de junho. Cresci nesse universo", detalha. 

Ao falar de lembranças deste período, Léa conta que tem uma muito marcante, a visita das Calumbis (banda de pífanos) nas casas do interior. "Eles entravam nas casas tocando e cantando forrós e todos dançando em volta da mesa toda enfeitada com uma fogueira elétrica no centro, uma luz vermelha sob o efeito do papel crepom dentro da fogueira", detalha Léa, que não pretende deixar a época passar em branco esse ano. Ela vai fazer uma comemoração apenas para aqueles que vivem na mesma casa que ela. 

Peças chaves da comemoração junina 

Gabriel, que é responsável por fazer a fogueira e assar os alimentos, relata ao iBahia o que não pode faltar para uma boa comemoração junina: "Aglomeração. É você ficar com sua família, receber os amigos, comer amendoim, milho. Aquele cheirinho da fogueira, dos fogos e a camisa quadriculada". 

Já Léa reforça a importância da presença de outros itens no festejo: "O licor de jenipapo, a canjica, os bolos de aipim, carimã e tapioca. Também não pode faltar as bandeirolas ou as correntes coloridas para enfeitar a sala onde dançaremos". 

Ao iBahia, os dois garantiram que se não estivéssemos no meio de uma pandemia neste período a organização da festa familiar estaria bem avançada, pois tudo é planejado com antecedência. Com certeza, eles já saberiam em que casa seria a comemoram, quem levaria qual prato, quem compraria os fogos, os licores e a decoração. "Eu já estaria comprando as bandeirolas, os bonecos e adornos super diferentes para a decoração", acrescenta Léa. 

Léa e as decorações juninas que já preparou para os festejos | Foto: acervo pessoal

Decoração junina 

Em conversa com o portal, a arquiteta Thaís Fonseca reforça que a decoração temática e o São João tem tudo a ver. Além disso, Gabriel e Léa estão no caminho certo ao não esquecer das bandeirolas e outros itens de decoração. 

"É importante trazer o clima junino para o lar. O colorido do São João, independente de como seja a sua decoração, ao preparar a mesa com as comidas e bebidas típicas e elementos temáticos", analisa. 

A arquiteta garante que é possível deixar a casa arrumada e bonita neste período sem gastar tanto. "É possível fazer uma mesa bem bonita utilizando elementos mais rústicos que a pessoa tenha em casa, seja cestos, travessas de madeira ou chapéu de palha que ajudar a servir milho, amendoim, etc. Tecidos coloridos ou estampados no restante do cômodo", orienta. 

Sugestão de decoração junina da arquiteta | Foto: divulgação / Assessoria Criativos 

A especialista ainda ensina outras dicas de reaproveitamento: "sacos de pão podem servir para embalar doces (pé de moleque, cocadas), como um pacotinho, e uma corda de sisal fininha para amarrar o embrulho. Além disso, também podemos aproveitar latas e garrafas customizadas e caixotes de madeira para compor a decoração". 

Até para quem não tem e/ou não pretende comprar bandeirolas a arquiteta tem uma solução: "pode aproveitar aquele pisca pisca de natal para trazer uma iluminação descontraída para a decoração. Tem como usar fitas de seda coloridas, grossas ou finas, para decorar a mesa ou a parede. E ainda pode-se usar um tecido estampado e flores de papel para criar uma parede temática", finaliza. 



Extra: Gabriel e Léa deram dicas para quem quer começar a fazer comemoração junina com toda família (claro, após esse período de pandemia da covid-19). 

1- Faça uma lista dos convidados; 

2- Escolha o local da festa (sempre tem aquele parente mais animado e apaixonado por São João); 

3- Faça um grupo no WhatsApp para distribuir as tarefas e falar sobre os preparativos;

4- Defina os responsáveis por cada prato e bebida da comemoração (o ideal é dividir para evitar sobrecargas de atividades); 

5- Compre ou confeccione toalhas de chita, chapéu de palha, bandeirolas, bonequinhos de São João, entre outros itens decorativos; 

6- Compre os fogos de artifício para abrilhantar a noite e também para proporcionar o lazer da criançada (não pode faltar a "chuvinha"); 

7- Escolham a playlist junina para deixar a noite bem animada;

8- Se tiver a possibilidade de fazer fogueira na casa escolhida, vale providenciar uma fogueira para assar uns milhos e até uma carne para completar a festança.