Comportamento

Sair de férias e voltar sem dívidas: é possível?

Saiba como se organizar para aproveitar as férias sem 'dor de cabeça' na volta ao trabalho

Redação Acorda Cidade

Um dos maiores desafios de grande parte das pessoas é voltar das férias sem estar com dívidas até o pescoço, seja com parcelas no cartão de crédito, seja com limite do cheque especial. Essa ainda é uma triste realidade, mas que pode ser revertida com algumas pequenas mudanças de comportamento, conseguidas por meio da reeducação financeira.

O primeiro passo nesse momento é rever o orçamento financeiro. Ter ciência dos seus números é o grande segredo. Parece estranho dizer, mas muita gente não sabe qual é a renda mensal, especialmente aqueles que possuem renda variável, e muito menos no que anda gastando o dinheiro. Com essa análise, já dá para partir aos planos do que a família (casal ou indivíduo) irá fazer durante esses dias.

Foto: Reprodução

Após muitas pesquisas e negociações, se a situação financeira permitir, ótimo, só resta aproveitar e passar bons momentos juntos! Mas se estiver complicado, é importante rever a programação e fazer ajuste para que se encaixe no real padrão de vida. Até porque, dar o passo maior que a perna nesse momento é exatamente o que faz o que era pra ser diversão se transformar em preocupação pelos próximos meses.

Tudo passa pelo respeito à condição financeira em que se encontra, afinal de contas, todos sabem o quanto precisa trabalhar para conseguir o dinheiro que se recebe no final. Se, após analisar as contas, chegar-se à conclusão de que terá que parcelar tudo ou ainda correrão o risco de ficarem negativo no banco, recomendo que não a faça. É melhor fazer algo mais tranquilo por agora, para não deixar passar em branco e se planejar melhor para as próximas férias.

Para quem vai fazer alguma viagem, elaborei algumas orientações para agir com tranquilidade:

- Reúna a família para falar sobre a situação financeira, pois, quando todos estão cientes, fica mais fácil economizar;

- Inclua as crianças no planejamento da viagem. Acredite, elas compreendem muito mais do que imaginamos;

- Pesquise preço de pacotes de viagem e passagens de avião em, pelo menos, três lugares físicos e virtuais. Sempre consulte se possui milhas em seu cartão de crédito, pois isso ajuda a diminuir os gastos;

- Caso vá sair do país, é imprescindível adquirir a moeda local, na seguinte proporção: 80% em cartão pré-pago e 20% em espécie. É interessante cada membro da família ter o seu cartão com os limites já estabelecidos na conversa tida anteriormente;

- Levar no máximo dois cartões de créditos, com vencimentos próximos e posteriores à data da viagem. Informe a operadora de cartões para que saiba que estará fora do país durante esse período;

- Qualquer que seja a viagem, do total do valor gasto deverá levar uma reserva de 30% a 50% a mais, uma vez que imprevistos podem acontecer.