Tecnologia

Samsung lança Note 8 no Brasil com preço a partir de R$ 4,3 mil

Coreana abre disputa com Apple que deve trazer iPhone no fim de novembro com preço semelhante

Agência O Globo

A Samsung vai iniciar a venda de novo celular Note 8 já neste mês no Brasil e iniciar uma nova fase de disputa com sua maior rival, a Apple, que anunciou recentemente o lançamento do iPhone 8. De acordo com a empresa coreana, o novo Note 8 chega ao varejo no dia 21 de outubro com preços a partir de R$ 4.399.

Foto: Divulgação
A pré-venda do Galaxy Note8 começa já no dia de 06 de outubro e vai até o dia 20 de outubro. O note 8 vai contar com duas versões:o modelo com memória de 64GB terá preço sugerido de R$ 4.399. Já a versão com 128GB vai custar R$ 4.799.


Segundo essa fonte ouvida pelo GLOBO, o iPhone 8 com memória de 64 GB - o mais simples dessa nova leva - deverá ser vendido por até R$ 4,4 mil. Nos EUA, o modelo sai a US$ 699. Já o modelo 8 Plus, com 64 GB, que sai a US$ 799 nos EUA, nos deverá custar por volta de R$ 5 mil. Já a versão mais top da nova família de iPhone 8, o Plus com 256 GB, deve sair por volta de R$ 6 mil.

O Note 8 vem após o fiasco do Note 7, que chegou a ser proibido em voos devido ao superaquecimento de suas baterias que, em alguns casos, levavam a uma explosão do celular. Nessa nova versão, o Note 8 tem a chamada tela infinita de 6,3 polegadas, câmera dupla com resolução de 12 megapixel e traz a nova sensação entre os smartphones: leitor de íris e reconhecimento facial. O aparelho foi apresentado em evento no auditório do Ibirapuera, em São Paulo, por Chang Hoon Yoon, presidente da Samsung Brasil.

Outra novidade é o carregador sem fio, que permite recarregar o celular de forma rápida. Entre os acessórios, o celular conta ainda com uma caneta. O celular também tem um software de inteligência artificial integrado, chamado de Bixby4, que, ao aprender com os hábitos do usuário, passa a sugerir locais de interesse e até lembretes.

Tanto Samsung e Apple estão mirando o mercado de smartophones premium, que cresceu 33% entre janeiro e julho deste ano em relação ao ano passado.