Empreendedorismo

Seis destinos para você empreender e se divertir ao mesmo tempo

O iBahia reuniu alguns roteiros para quem deseja conciliar a vida empresarial e o lazer em um só lugar

Naiá Braga (naia.braga@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Já pensou no seu sonho de empreender, construir o seu negócio e poder conciliar a rotina profissional com roteiros turísticos encantadores? Quais as dicas para tornar esse desejo uma realidade possível? O iBahia fez uma lista com seis destinos especiais para você abrir a sua empresa, mantê-la e, ir além: se divertir e aproveitar o melhor do turismo desses lugares seja sozinho ou acompanhado.  Vem com a gente!

Fora do Brasil
O que um empreendedor deve levar em consideração na hora de abrir um negócio fora do Brasil? Alguns critérios podem deixar essa escolha mais consciente e assertiva. Aspectos como ambiente fiscal favorável, transparência política, baixos valores de produção, corrupção e burocracia devem pesar a decisão. Esses pontos foram os norteadores do ranking  "Open for Business", elaborado pela Wharton School, da Pensilvânia. A pesquisa considerou as características de 80 países que, juntos, respondem por 95% do PIB mundial. 

1) Panamá: para além das conhecidas conexões aéreas e do ambiente favorável aos novos investimentos, o Panamá, situado no istmo que liga a América do Sul à América Central, oferece além do clima tropical, uma infinidade de roteiros "calientes". Atualmente, o país possui a segunda maior economia entre os países da América Central. No ranking  "Open for Business", o Panamá é considerado o melhor país para empreender, com o "melhor ambiente fiscal favorável" entre os 80 países pesquisados.


Foto: Divulgação

Os amantes da cultura hispânica e da mistura de ritmos, em geral, não podem perder os bailes embalados ao som do  reggaeton, um dos ritmos mais populares do país, além é claro, da salsa, bachata e merengue. O clima tropical, com chuvas mais intensas  entre março e setembro, permite ir à Praia Las Lajas,  por exemplo, indicada para a prática de bodysurf. No local, há ainda restaurantes rústicos, com comidas típicas e preço em conta. Se você é uma daquelas pessoas que não dispensa frequentar ambientes gastronômicos que ofereçam a culinária local, la vão aqui algumas dicas: Mostaza, Zaza Restaurant & Lounge e Cabana são alguns opções de restaurantes. Patacones, chicharrón, sancocho, arroz com frango estão entre os pratos típicos do país com forte influência espanhola. Um dos pontos turísticos mais conhecidos do país é o Canal do Panamá, inaugurado em 1914, apresenta 70km de extensão, existe para ligar o Oceano Atlântico ao Oceano Pacífico. Para quem curte a imponência dos navios, o passeio pode ser uma boa oportunidade de visitar esclusas, pode ser a de Miraflores, se você estiver do lado do Oceano Pacífico é chamada de Miraflores

2) Canadá: o número de brasileiros que saiu do Brasil para o Canadá aumentou 81% entre 2014 e 2016, em uma comparação aos três anos anteriores, segundo a Receita Federal. No ranking 'Open For Bussiness', o país ocupa a sétima posição entre 80 países que concentram mais de 90% do PIB mundial. Atualmente, a principal forma de entrada ainda é através  do programa de imigração voltado para empreendedores, de acordo com a  One Immigration, consultoria especializada. O Canadá tem um percentual considerado baixo para as taxas sobre  negócios - é menor índice total de impostos entre os países do G7 - além de um ambiente de negócios receptivo. Outra vantagem de investir no país é a estabilidade financeira, já que o sistema bancário  foi eleito pelo 7º ano consecutivo o mais saudável e confiável do mundo pelo Fórum Econômico Mundial. Considerado um país de com alta qualidade de vida, o Canadá tem uma vida cultural intensa e diversificada, já que agrega acolhe uma infinidade imigrantes, vindos de diversos países.

Canadá é uma das opções para quem pensar em sair do país e empreender

Com um clima continental, o país costuma ter regiões com inverno rigoroso e o verão bastante definido. Para quem gosta de festa, a província de Quebec tem as seguintes comemorações mais tradicionais:  Carnaval d’Hiver (Quebec City, em fevereiro),  Montreal en Lumière (fevereiro), a Fête Nationale (24 de junho), o International Jazz Festival (Montreal, julho, um dos melhores do mundo) e o Festival d’été International (Quebec, julho, a maior festa francófona da América do Norte). Conhecido pelos imensos largos verdes e azuis, o Canadá oferece aos amantes de paisagens naturais  não podem deixar de visitar as cataratas Niágara Falls, famosas pelas belas paisagens. O país oferece dezenas de parques com paisagens naturais, cidades subterrâneas com quilômetros de extensão e o custo para as viagens entre as cidades não é alto.

Se você gosta de esportes radicais de inverno o Canadá oferece algumas das melhores pistas de esqui do mundo. Um exemplo é a cidade de Whistler,  tem mais de 200 pistas para esquiadores e snowboarders amantes da modalidade. 

3) Portugal: para quem pensa em tomar o rumo do "Velho Continente" e mirar em um destino de conexão cultural, Portugal apresenta um novo cenário econômico, já distante dos grandes obstáculos vindos da crise que atingiu a Europa entre 2007 e 2008. O PIB do país cresceu 1,9% no quarto trimestre de 2016, o maior crescimento já alcançado nos últimos três anos.  Outro aspecto positivo é que  o governo português flexibilizou os critérios para os imigrantes investirem no país e garantir a Autorização de Residência Especial para Investimento (ARI), que permite circular livremente pelos países da União Europeia.

Atualmente, realidade virtual, inteligência artificial, comércio eletrônico, beleza, Edtech (tecnologia aplicada à educação) despontam como áreas promissoras. Os estrangeiros de fora do bloco europeu que aplicaram 350 mil euros em investigação científica ou na compra de um imóvel com mais de 30 anos de construção terão direito ao visto. O programa já atraiu 1,5 bilhão de euros em investimentos para o país, depois da China, o Brasil é o principal investidor do programa. Além da língua como facilitador financeiro e cultural, o país apresenta uma infinidade de ateliês, bares e restaurantes que mesclam características tradicionais da antiga Portugal com ares cosmopolitas.

Foto: Divulgação

Se você gosta de fazer roteiros históricos, uma boa dica é conhecer a Torre de Belém, um dos principais cartões-postais de Lisboa, que foi tombada como Patrimônio Mundial da Unesco. A bela torre fica na margem do Rio Tejo e à vista noturna pode ser o local de um belo passeio romântico. Já a Vila Medieval dos Obidos impressiona pela riqueza da sua arquitetura. Situada no centro do litoral atlântico de Portugal, a obra do período Medieval se destaca pelo castelo construído no século XII. Para os amantes dos vinhos, passar uma temporada no Vale do Douro será inesquecível. Situado ao norte do país, o vale encanta pelas paisagens naturais, vinhedos, além de ser um excelente local para saborear os vinhos da região. Se você é fã da vida litorânea, Algarve, principal centro turístico do país pode ser uma das melhores opções para um banho de mar, de sol ou ainda um passeio em família ou até mesmo desacompanhado. Caldas, Monchique e Albufeiras são opções para quem quer desbravar pequenas regiões do sul de Portugal. 

Verde e Amarelo
Para quem deseja realizar o sonho de empreender, mas não quer sair do território brasileiro, algumas cidades despontam como opções importantes por harmonizarem um excelente ambiente para investimentos à vida cultural e turística intensa.


1) São Paulo: entre 32 municípios brasileiros analisados pelo  Índice de Cidades Empreendedoras (ICE 2016), São Paulo aparece no topo do ranking. Ao todo, foram avaliados 60 indicadores que tinham os seguintes pilares: ambiente regulatório; infraestrutura; mercado; acesso a capital; inovação; capital humano; e cultura empreendedora. Atualmente, a cidade concentra 10% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e quase 60% dos investimentos de risco e também aparece como principal centro logístico o Brasil. São Paulo aparece também como um dos principais centros financeiros da América Latina. Além de um ambiente atrativo para investimentos, a cidade se oferece uma diversidade de opções para quem quer se divertir.

Foto: Divulgação

Se você gosta de museus, a cidade tem uma oferta incrível, mas não deixe de conhecer o Museu de Arte de São Paulo (MASP), que fica na Avenida Paulista e recebe acervos de grandes artistas nacionais e  internacionais. No acervo do MASP estão nomes como Manet, Renoir, Rembrant e Velázquez. O  Museu de Arte Morderna (MAM), situado no Parque do Ibirapuera reúne ateliês, bibliotecas e galerias incríveis. É também uma oportunidade de conhecer o parque e fazer passeios de bicicleta, caminhadas. Inaugurado em 2001, o Instituto Tomie Ohtake tem além dos ateliês e salas de exposição, um restaurante, um café e uma loja de design. Para quem curte gastronomia, além dos luxuosos restaurantes do eixo Itaim-Jardins, as experiências em foodtrucks e feirinhas valem por revelar a diversidade da culinárias de outras regiões do Brasil e até mesmo, de outros países. São Paulo está também entre as principais rotas das turnês de espetáculos mundiais pelo Brasil.

2) Florianópolis:  capital de Santa Catarina tem sua economia baseada tecnologia da informação, no turismo e nos serviços. A cidade liderou o Índice de Cidades Empreendedoras da edição de 2014 e, atualmente,  ocupa a segunda posição entre as 32 cidades com melhor ambiente favorável à abertura de negócios. O município está na rota de brasileiros, sobretudo, paulistas, e também entre os europeus e argentinos quando o assunto é opção de lugar para investir. A chamada "Ilha da Magia"  é considerada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) uma das "cidades criativas" do Brasil e, do ponto de vista econômico, segue como referência de planejamento  de políticas públicas como enfoque em questões sociais, a exemplo da educação.

Foto: Divulgação
Quem deseja se mudar para o sul do país, vai encontrar na vida litorânea uma diversidade de opções para se divertir. Se a sua é curtir uma praia, Floripa oferece 42 praias. O sul do município tem águas mais limpas e transparentes, mas a região mais badalada e luxuosa o norte e, sem dúvidas, um dos destinos mais procurados é Jurerê, com suas festas badaladas e com altíssimo nível de ostentação. Se a sua é surfar, a Praia Mole está entre as melhores opções. Para quem gosta de aventura e caminhada, a  Lagoinha do Leste tem opções de trilhas e áreas de preservação. Para quem conhecer um pouco mais das iguarias locais, vale uma visita no Mercado Central, que reúne restaurantes, boxes de frutas e variedades, além de frutos do mar. Para quem curte passeios à beira mar, a Costa da Lagoa é uma ótima opção para conhecer o centro da cidade e a diversidade de restaurantes.

3) Vitória: capital do Espírito Santo, Vitória desponta como uma das principais cidades para quem deseja abrir um negócio.  Vitória nunca deixou de estar no páreo entre as melhores cidades para empreender no Brasil. O seu grande destaque vai para a qualificação do capital humano, verificado pela qualidade elevada  também dos cursos profissionalizantes oferecidos. A cidade ocupa a 5ª posição entre as 32 cidades avaliadas pelo Índice de Cidades Empreendedoras (ICE 2016) e oferece, simultaneamente, uma oferta vasta de opções de entretenimento.

Foto: Divulgação

Para quem gosta de uma vista de contemplar belas paisagens, está entre os cartões-postais da cidade o Convento  de Nossa Senhora da Penha, que fica no alto de um morro com vista para Vitória e Vila Velha. Quem quer fazer um passeio mais rústico, vale a visita à a fábrica de chocolates Garoto e o Museu Ferroviário. Quem quer conhecer a parte mais serrana do estado, Domingos Martins é a cidade mais conhecida com esse perfil. Para os amantes do frio, vale pegar a estrada, subir a serra e, curtir o clima aconchegante. Nessa parte, a cultura gastronômica e arquitetônica tradicionais da Alemanha e Itália estão, fortemente, presentes.