Comportamento

Sem dor de cabeça: como organizar uma lista de convidados para uma festa de casamento

É através do número de convidados que começa o início do planejamento da tão sonhada festa e se têm uma ideia do quanto será o orçamento

Isadora Sodré (isadora.sodre@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Do momento em que se decide unir duas histórias até o ‘Dia D’ da celebração do casamento, o casal enfrenta um longo caminho de planejamento e gastos pela frente. Mas o Guilherme Chalhoub, da assessoria de casamentos Ana Chalub, garante que tudo começa com a organização da lista de convidados para a cerimônia e para a festa.

A festa de Larissa e Vitor contou com a presença de 340 convidados (foto: Nelson Neto)
De acordo com Guilherme, é através do número de convidados que começa o início do planejamento da tão sonhada festa de casamento e se têm uma ideia do quanto será o orçamento.

“Apesar de ser o primeiro passo para dar início aos preparativos da festa, a maioria dos noivos não coloca isso como prioridade. Pensa em número aproximado de convidados, mas não coloca tudo em um papel. A lista faz toda a diferença”.

Ainda segundo Guilherme, é a partir do número certo de convidados que se organiza os principais serviços de uma festa de casamento: espaço, buffet, decoração e convites.

Outro detalhe que também pode ajudar no ajuste do orçamento é a confirmação dos convidados. O ideal é que pelo menos 90% da lista responder a este questionamento.

“Muitos casais criam sites e pedem que as pessoas respondem se poderão ir ou não à festa. Em outros casos, as pessoas contratam assessoria para que os convidados recebem ligação para confirmar a presença. Este método é mais eficaz, já que a pessoa se sente imbuída a responder”, explicou o assessor.

“A confirmação fez a diferença no planejamento da festa”

Logo quando começaram a planejar o casamento, a enfermeira Larissa Medeiros, de 30 anos e o advogado Vitor Lenine, de 35 anos, pensaram inicialmente em 180 convidados. Mas, com a lembrança de tantos outros nomes, a lista foi parar em 340 pessoas.

“Percebemos que deixamos muita gente de fora. Queríamos convidar amigos de infância, da faculdade... Além disso, convidamos toda a família, mesmo aquelas pessoas que moravam em outras cidades que não tínhamos mais tanto isso contato. Isso foi um fator que consideramos muito”, contou Larissa.
A confirmação do número de convidados foi essencial para o planejamento da festa (foto: Nelson Neto)
Diante de tantas pessoas e da vontade de oferecer uma festa boa para todos, o casal resolveu contratar uma assessoria para confirmar quantos convidados iriam realmente para a festa. Uma ideia mais econômica, caso o orçamento esteja mais apertado, é criar um site para a festa e pedir que as pessoas respondam se irão comparecer ou não.

“Este fator foi essencial para o planejamento do casamento. Queríamos ter uma estimativa de pessoas pois, se o número aumentasse, precisaríamos comprar mais bebida, por exemplo. Nós tivemos um investimento muito alto para garantir qualidade e serviço e não queríamos que caísse o padrão da festa”, explicou.

Apesar de ser algo relativamente simples, Larissa considerou a lista o item mais complexo de toda a festa de casamento e que o marido, devido ao jeito metódico, se empenhou mais do que ela nessa ‘missão’.

“Meu marido fez uma planilha, com nome, endereço, telefone, o tipo de bebida que a pessoa mais gosta, se confirmou presença ou não. Além disso, deixamos uma lista de ‘stand by’ com algumas pessoas que poderiam ser convidadas caso alguém desistisse de ir à festa. No fim, deu tudo certo e a grande maioria das pessoas convidadas foram, mesmo morando em outras cidades”, relatou Larissa.

Dicas para fazer a sua lista de convidados (feita em parceria com Guilherme Chalhoub)
1. Quer se casar? A lista dos convidados deve ser a primeira coisa a ser feita pelos noivos, pois ela determina todo o gasto da festa: do espaço à decoração.
2. É bom dividir a lista por áreas: primeiros o núcleo familiar mais próximo, depois os outros familiares, os amigos mais próximos, os amigos de infância que não estão tão presentes, etc.
3. Não se incomode com o fato de não convidar colegas de trabalhos com que você não tenha tanta intimidade. O convite não é compromisso profissional, é algo social.
4. Ninguém vai a lugar algum sozinho, então pense sempre que os convidados podem levar um acompanhante. Esse cálculo é muito importante para você ter ideia do tamanho da festa.
5. Envie o convite com até 40 dias de antecedência para convidados
6. Peça a confirmação dos seus convidados, seja em uma página do casamento na internet ou através de uma assessoria. Saber a quantidade quase precisa do número de pessoas que devem ir à sua festa pode gerar uma grande economia, além de evitar constrangimentos futuros.