Comportamento

Sete sites informativos para sair do óbvio

O NÃO ÓBVIO garimpou sites diferenciados, que produzem conteúdo de qualidade e fora das vertentes seguidas pelos grandes jornais já conhecidos.

Vanessa Brunt e Jéssica Zoleti, do Não Óbvio
- Atualizada em

Os veículos de informação ganharam força na internet criando espaço para compartilhar notícias e artigos de forma gratuita. Com a liberdade de acesso e maior alcance, as opções de sites informativos também cresceram e deram oportunidade para veículos de diversos formatos aparecerem.

Apesar do pequeno passo para a democratização da informação, as fake news também dominaram espaços e a desconfiança perante os sites informativos ganhou ainda mais motivações.

Pensando, portanto, na credibilidade necessária e em veículos que não são tão conhecidos pelo grande público, o NÃO ÓBVIO garimpou sites diferenciados, que produzem conteúdo de qualidade e fora das vertentes seguidas pelos grandes jornais já conhecidos. A lista traz informações segmentadas, que trazem um novo olhar para a notícia.

Confira, abaixo, sete sites não óbvios, com temas como notícias positivas, avanços tecnológicos, meio ambiente, saúde mental, empoderamento, política e América Latina. Com conteúdos atuais e credíveis, é possível acompanhar os portais criativos ficando longe das fake news.
Foto: reprodução / Não Óbvio
1. Só Notícia Boa

Criado pelo jornalista Rinaldo de Oliveira, que apresentava o telejornal local na TV Band-Brasília, o site Só Notícia Boa teve o seu início em 2011, já como uma agência nacional de notícias positivas, ou seja, servindo (como faz até hoje) como uma plataforma jornalística que mostra boas ações.

A ideia veio para exibir fatos não compartilhados em grandes veículos e que podem dar um respiro perante as tragédias diárias vistas na maior parte dos jornais. O portal apura ideias criativas, gentilezas, momentos em que o suporte coletivo falou mais alto e outras curiosidades que estão acontecendo pelo país e pelo mundo.

Com vídeo, áudio e texto, o portal traz diferentes informações em categorias como Saúde, Educação, Turismo, Sustentabilidade e Tecnologia. O site compartilha as boas ações nas mídias sociais (como o Instagram), no podcast e no canal no YouTube (que conta com as melhores notícias da semana e reportagens exclusivas, em pílulas).

Com a promessa de ter 30% de conteúdo totalmente exclusivo, o projeto, desde 2014, é acessível a pessoas com dificuldades visuais e auditivas. Sendo assim, foi pioneiro no jornalismo com tais acessibilidades.

☌ Outro portal que segue a mesma linha do Só Notícia Boa é o Razões Para Acreditar, um dos mais famosos no ramo atualmente. E, para quem deseja encontrar mais histórias inspiradoras e tocantes, o portal @_midiamor fica como mais uma indicação.

2. Azmina

Azmina é uma revista digital e sem fins lucrativos. O projeto, que conta com o site constantemente atualizado, pretende construir um novo senso de beleza (nos mostrando que ela está em tudo e é, de fato, um conceito sempre relativo) e dar ferramentas para que todas as mulheres brasileiras sejam ainda mais poderosas.

O carro-chefe do site é o jornalismo investigativo. A plataforma traz à tona temas usualmente “esquecidos” pela imprensa brasileira em relação à mulher, trazendo a ideia de que vai de temáticas de “A” até “Z”.

Histórias críticas ou motivacionais e enriquecidas em detalhes informativos e práticos são compartilhadas. O principal lema da Azmina é o fim do silêncio. Com grandes reportagens (algumas premiadas), artigos e até com matérias especiais (que contam com uma aba específica), as editoriais são diversas, agregando desde meio ambiente e política até saúde e sexo.

Existem ainda criações de debates, palestras, oficinas, parcerias com pequenas empresárias e projetos de apoio psicológico feitos pela organização. Tudo é compartilhado no Instagram da plataforma.

☌ O site é parceiro de criação do aplicativo PenhaS, que busca ajudar mulheres a lidar com relacionamentos abusivos. O aplicativo informa sobre as delegacias da mulher, além de dar espaço para que mulheres conversem de maneira anônima sobre as violências sofridas e para que possam produzir provas contra o agressor ou traçar sua rota até pontos de acolhimento e denúncia.

3. Ideologia Coletiva


Focado na sustentabilidade, o site Ideologia Coletiva é reúne notícias nada óbvias sobre meio ambiente. O veículo se destaca por compartilhar as informações com um olhar de positividade, dando enfoque a ideias e ações humanas que visam a sustentabilidade e mudanças diversas para um futuro melhor.

No site, é possível descobrir novos alimentos criados, novas tecnologias e outros detalhes que exemplificam criatividade e conexão com a natureza. Ciência, Saúde, Educação e Esportes são somente algumas das categorias principais do portal, que ainda traz informações para além de fatos brasileiros e busca mostrar evoluções em locais como a Ásia, Europa, Oceania, América do Norte, África e mais. É possível encontrar facilmente os avanços sustentáveis dos outros cantos do mundo através da aba Regiões do site.

É possível também acompanhar mais notícias do projeto pelo Instagram. Com interatividade, a rede social conta traz, além de pinceladas das matérias do portal, também dicas extras sobre reciclagem, arborização e consumo consciente.

O espaço também conta com vídeos curtos, curiosos e informativos, que são inclusos no site através da parceria com o canal de YouTube MomentoAmbiental.

☌ O projeto ainda conta com uma loja virtual própria repleta de produtos sustentáveis.

4. Spotniks


O site Spotniks busca quebrar as fakes news que circulam pela web, além de aprofundar temas políticos e econômicos que não são encontrados nas grandes mídias.

O portal divulga como motes a transparência e credibilidade, capaz de colaborar para a construção de um ambiente mais aberto às ideias de mercado e de respeito às liberdades individuais do país.

Sempre divulgando as fontes das informações e exibindo pluralidade de ângulos nas notícias, o projeto afirma que busca chegar o mais perto possível do apartidarismo, além de seguir o compromisso na produção de conteúdo educativo e de utilidade pública com clareza na informação.

O site afirma que também não pretende restringir seu leitor da exposição de temas considerados tabus e deixa claro diversos tópicos que levam a uma proximidade com a isenção, ainda que não exista uma total imparcialidade em análises políticas e econômicas.

O portal é dividido em duas principais editorias, exibindo notícias voltadas para o Brasil e outras para o mundo.

☌ Além do Instagram, onde posta informações rápidas extras e pequenos trechos das notícias do site, o Spotniks também conta com um canal de YouTube repleto de reportagens e perguntas ao povo, exibindo diferentes opiniões e seguindo a linha de apresentar fatos fora do que já foi dito nas maiores mídias.



5. Calle 2

A Calle 2 é uma revista digital brasileira de jornalismo com foco na América Latina e tem como objetivo criar uma maior integração latino-americana, retratar o cotidiano e cultura, e despertar o interesse para os países latinos. Com conteúdo gratuito, o site é abastecido com artigos pontuais.

As categorias do projeto vão de Lugares, Fotografia e Esporte até Sociedade, Cultura e Análises. Contando também com colunistas, o espaço abre alas para diferentes pontos sobre temas como política, sustentabilidade e feminismo.

O projeto nasceu em 2014 no formato de revista impressa e foi financiada com recursos próprios de seus fundadores. O exemplar ficou entre os três finalistas do Prêmio Brasil Criativo na categoria Mídia Impressa. Para ampliar o acesso a informação, o projeto virou digital e passou a ser disponibilizado online.

☌ É possível colaborar com o site através de ideias, sugestões e até mesmo escrevendo. Saiba mais clicando aqui.

6. Eu Vejo

Criado pela jornalista Daiana Garbin, o portal Eu Vejo tem como foco informar e conscientizar sobre a saúde mental. Um espaço com artigos onde profissionais especialistas colocam em pauta transtornos alimentares, padrão de beleza e autoestima.

O site nasceu do desejo da jornalista de compartilhar sobre sua experiência pessoal com transtorno alimentar, para ajudar e inspirar outras pessoas que passam pelas mesmas dificuldades. Nessa carta aberta, Diana conta sua história de superação.

Então em 2016, nasceu seu canal no YouTube e em outubro do ano seguinte a jornalista lançou seu primeiro livro, Fazendo as pazes com o corpo. Em 2018, o projeto expandiu e ganhou sua versão presencial. Nomeado EuVejoVocê, o evento aconteceu em São Paulo e contou com palestras e práticas voltadas para o corpo, mente e alimentação.

☌ O site também abre espaço para quem busca ajuda. É possível encontrar uma lista de locais que oferecem tratamento gratuito ou com preços acessíveis, por enquanto se limitando nas localidades do Rio de Janeiro e São Paulo.

7. Amazônia Real

Fundado em outubro de 2013 pelas jornalistas Kátia Brasil e Elaíze Farias, Amazônia Real é uma agência de jornalismo independente com foco na democratização e acesso de informações sobre a Amazônia e de grupos sociais com pouca visibilidade na mídia nacional.

Desde 2014, a agência desenvolve o Projeto Amazônia Real que promove a democratização e a liberdade de expressão na região amazônica e tem como objetivo ampliar o acesso à informação na região.

Sediada em Manaus, a agência é uma organização sem fins lucrativos e conta com apoio dos leitores para se manter no ar. Com conteúdos exclusivos, é possível acompanhar suas atualizações através das redes sociais, no Instagram e Twitter.

☌ Conheça mais sobre o projeto clicando aqui e encontre informações de como fazer sua doação e manter o site ativo aqui.

EXTRA: Nexo


Mais conhecido e renomado, o Nexo é um jornal digital independente fundado por Paula Miraglia, Renata Rizzi e Conrado Corsalette em 2015. Financiado com recursos próprios, o veículo tem objetivo produzir um jornalismo transparente com conteúdos que ampliem o debate público.

Sem publicidade no site, o jornal é limitado a cinco publicações por mês para não assinantes e ilimitados para quem quiser contribuir com o veículo. Para quem se interessar, a Nexo oferece conteúdos sem restrições e exclusivos para assinantes mensais e anuais.

Com sede em São Paulo, a Nexo conta com uma equipe de 30 profissionais de diversas áreas e está presente no Instagram, Twitter, YouTube. O projeto conta também com um aplicativo exclusivo e gratuito disponível para Android e iOS.

☌ Para se manter informado: diariamente a Nexo produz uma newsletter gratuita que chega logo cedo na sua caixa de entrada com as principais notícias para começar o seu dia. Cadastre-se e receba de graça em seu e-mail. 

Confira outras opções de sites motivacionais e informativos na lista especial do blog Sem Quases, parceiro e extensão do NÃO ÓBVIO.

*Conteúdo em parceria com o site Não Óbvio