Mundo

Socorrista sofre ataque cardíaco ao ver jovens mortos em acidente, nos EUA

Homem, que não teve a identidade divulgada, foi tomado pela emoção de ver os jovens, irmãos declarados mortos na cena

Agência O Globo

Um paramédico voluntário de uma unidade de resgate precisou ser socorrido ao sofrer um grave ataque cardíaco enquanto resgatava dois adolescentes após um acidente de carro em Idaho, nos Estados Unidos. O homem, que não teve a identidade divulgada, foi tomado pela emoção de ver os jovens, irmãos declarados mortos na cena.


Eric Neibaur, de 15 anos, estaria ao volante da caminhonete, acompanhado da irmã Lauren, de 13. Ao invadir a pista da contramão, o carro em que estavam colidiu frontalmente com outro. Os acabaram presos às ferragens do veículo e não resistiram. A mãe deles seguia à frente dos filhos, em outro carro, na viagem de toda a família a um acampamento.

A presença de todos os parentes no local do acidente, diante dos adolescentes feridos, tornou ainda mais difícil para os paramédicos se distanciarem da emoção da perda.

Xerife do condado de Bannock, Lorin Nielsen relatou ao "Idaho State Journal" as suspeitas de que o
socorrista tenha infartado pela comoção de os jovens perderem a vida.

"Todos nós já vimos mortes antes, mas, quando há crianças, realmente nos atinge pessoalmente mais do que qualquer outra coisa", destacou o comandante, que também ganhou um dia de folga para se recuperar do que viu. Os colegas da organização voluntária receberam ajuda psicológica.

O condutor do carro que vinha na pista contrária, identificado como Jay Lanningham, de 70 anos, também morreu no local, no domingo. Já o socorrista foi levado às pressas para o hospital e sobreviveu. Ele era voluntário no serviço de resgate do condado.

A família criou uma campanha de financimento coletivo para ajudar nas despesas do funeral dos jovens, que eram "próximos e unidos como gêmeos", segundo o pai.