Tecnologia

Sony vai deixar de vender TVs, câmeras e fones no Brasil em março

A empresa produtora do PlayStation, no entanto, garantiu que medida não afeta o videogame

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A empresa de tecnologia Sony anunciou que vai terminar as atividades comerciais em solo brasileiro até o fim deste mês de março. Com isso, vai deixar de vender produtos do ramo, com TVs, câmeras e fones de ouvido, por exemplo. O PlayStation, por outro lado, não será afetado. As informações são do G1.

A decisão foi divulgada nesta segunda-feira (1º). A empresa já havia fechado a fábrica em Manaus (AM) em setembro de 2020 e deixado de vender celulares em 2019 não só no país, como em todo o continente sul-americano, além de América Central e Oriente Médio. A fábrica, junto com o terreno e os equipamentos do local, foram comprados pela Mondial em dezembro de 2020.

Em relação aos produtos da Sony já espalhado pelos lares brasileiros, a empresa garantiu, segundo o G1, que prestará assistência técnica e garantia “pelo tempo necessário, estando em conformidade com os regulamentos e requisitos locais de proteção aos consumidores".

A medida não afeta a venda dos PlayStations 4 e 5, pois se trata de produtos importados. Além disso, a empresa mantém ativa a Sony Pictures e a Sony Music.