Educação

Teleatendimento em saúde transforma a experiência acadêmica e prepara os estudantes

Centro Universitário UniRuy implantou de forma pioneira em sua unidade os serviços de Teleconsulta/Telemonitoramento para as áreas da Fisioterapia, Psicologia e Enfermagem

Publieditorial
- Atualizada em

Muito se fala sobre a transformação digital na área da saúde. Apesar dos entraves de regulamentação e da necessidade da rápida adaptação cultural tanto de profissionais da área quanto de instituições de saúde, a declaração da pandemia do coronavírus por parte da Organização Mundial da Saúde (OMS) acelerou o processo da chamada saúde 5.0. Em 2020 ficou latente a necessidade de lidar e se adequar a situações até então impensadas, como o uso da tecnologia para atendimento dos pacientes, os teleatendimentos.

Foto: Divulgação

Lavar as mãos regularmente, utilizar álcool em gel, máscaras, e manter o distanciamento social viraram orientações seguidas pela maioria das pessoas, porém, também impactou diretamente na interrupção de boa parte das ações de saúde não relacionadas ao tratamento da COVID-19. As medidas orientadas pela OMS, com certeza, favorecem a prevenção da doença, porém podem acarretar a piora de enfermidades crônicas, a instabilidade de doenças controladas de forma medicamentosa e o desenvolvimento/agravo de alterações psíquicas, uma vez que, por receio, as pessoas diminuíram consideravelmente suas idas aos atendimentos de saúde.

Seguindo esta tendência mundial, o Centro Universitário UniRuy, em acordo com as determinações dos Conselhos das respectivas profissões de saúde, implantou de forma pioneira em sua unidade, localizada na capital baiana, os serviços de Teleconsulta/Telemonitoramento para as áreas da Fisioterapia, Psicologia e Enfermagem. 

De acordo com o coordenador acadêmico dos cursos de Fisioterapia e Radiologia do UniRuy, a transformação digital em saúde chegou em definitivo, mas não irá substituir o atendimento presencial, será apenas mais uma ferramenta a contribuir com os serviços. Sendo assim, os profissionais da área da saúde precisarão aprender e se adequar a estas transformações, visando ofertar serviços com segurança e qualidade aos seus pacientes, o que o UniRuy tem feito ao preparar seus estudantes para esta nova realidade profissional.

“Através do Teleatendimento, os alunos têm a oportunidade de aprender na prática o que estudam em sala de aula, mesmo em período de distanciamento social, pois aplicam em suas atividades os conteúdos aprendidos durante anos de graduação, ampliando o desenvolvimento de habilidades e competências da saúde associadas aos meios digitais”, conclui  



Desta forma, os soteropolitanos que possuem enfermidades/disfunções, ou até mesmo aqueles que foram acometidos pelo coronavírus, podem contar com a Teleconsulta/Telemonitoramento de forma gratuita em Fisioterapia, Psicologia e Enfermagem no UniRuy.

Importante ressaltar que os serviços de Teleconsulta/Telemonitoramento são conduzidos pelos profissionais e docentes do UniRuy, que contam com o suporte dos estudantes da instituição, tendo estes a oportunidade de aprender na prática o que estudam em sala de aula e, consequentemente, ampliando o conhecimento sobre temas tão primordiais para o mundo atual.