Economia

Tem compras em dólar no cartão? Saiba quando é possível antecipar a fatura

BC anunciou que fará mudanças na forma como operadoras calculam dívida em moeda estrangeira

Gabriel Martins, da Agência O Globo
Nesta quarta, o presidente do Banco Central (BC) Ilan Godlfajn comunicou que a autoridade monetária vai determinar que as empresas de cartão usem o câmbio do dia da compra (e não da data do fechamento da fatura, como é atualmente) para calcular a dívida do cliente.
Com a entrada em vigor deste sistema de cobrança, o consumidor terá maior previsibilidade sobre o real valor de suas dívidas, evitando, assim, surpresas desagradáveis quando o boleto de cobrança chega.
No atual sistema, por exemplo, se o cliente fizer uma compra no dia em que o dólar está cotado a R$ 3,85, não significa que este será o valor da moeda que determinará o total da fatura. Como a conta é feita tendo como base a data do fechamento do boleto, caso o câmbio dispare, o consumidor pagará mais caro pelo produto.
Atualmente, alguns dos grandes bancos do país permitem que o cliente antecipe o pagamento da fatura do cartão. Ou seja, é possível aproveitar um recuo na cotação da moeda estrangeira para ter melhor controle dos gastos. Entretanto, é preciso estar atento se essa antecipação realmente será vantajosa ou não.
Dependendo do banco, quem antecipa o pagamento do cartão fica isento de uma cobrança posterior da variação cambial (a diferença entre a cotação do dia do fechamento da fatura e a do vencimento). Porém, há instituições que permitem a antecipação mas cobram ou devolvem a diferença do câmbio entre o dia desse pagamento e o do fechamento da fatura.
Uma outra possibilidade para evitar surpresas negativas por causa da volatilidade do dólar é travar o câmbio na data da compra. No fim de 2016, o Banco Central (BC), por meio da circular 3.813, passou a permitir que o consumidor opte por converter o valor gasto no exterior pela cotação da moeda estrangeira em reais no dia da compra — o que permite saber de antemão quanto se vai pagar no vencimento da fatura. A circular, entretanto, não obriga nem estipula um prazo para que as instituições financeiras adotem este sistema.
Para saber as condições de cada cartão, o cliente deve entrar em contato com a central de relacionamento do seu banco e consultar as condições para as compras feitas em dólar.