Moda e Beleza

Exclusivo! Figurinista de 'Segundo Sol' dá detalhes sobre novela

O iBahia conversou com a figurinista Helena Gastal sobre as principais inspirações, curiosidades, dicas, tendências e como foi traduzir a Bahia no figurino

Carolina Dourado* (carolina.dourado@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Quem nunca assistiu alguma novela e não reparou nos figurinos do elenco que atire a primeira pedra. A novela das nove, 'Segundo Sol', foi gravada na Bahia e teve duas passagens marcantes em seu enredo, o que diversificou ainda mais os figurinos. Inicialmente, a trama começou em 1999 e alguns capítulos depois passou a retratar o ano de 2018.

O iBahia conversou com a figurinista da novela, Helena Gastal, sobre as principais inspirações, curiosidades, dicas, tendências e como foi traduzir a Bahia no figurino. Confira a entrevista na íntegra:

iBahia: Quais foram as inspirações usadas na construção dos figurinos da novela 'Segundo Sol'?
Helena Gastal: Pesquisamos em alguns livros de fotografia sobre a Bahia: artesanato, arquitetura, pontos turísticos, fotos do povo baiano, fotos de candomblé, capoeiristas etc. Também utilizamos referências de artesanato e de vários cantores e compositores de axé, além de termos recorrido muito ao que há na internet. Tivemos contato com vários grupos diferentes da sociedade baiana.

iB: E para os looks de Luzia e Ícaro? Como foi o processo de criação? Quais as peças curingas?
HG:
No início da pré-produção, passamos uma semana em Salvador à procura de material, estilistas e joalheiros baianos. Tiramos fotos do que nos chamava atenção. Para a Luzia de 1999, utilizamos referências de imagens locais da época. O artesanato baiano está presente na composição de suas peças de vestuário.

A Luzia marisqueira de 1999

Vestidos florais, delicados, corpetes feitos com toalhas e guardanapos de mesa do artesanato baiano e blusas ombro de fora com shortinho.

A Luzia de 2018
Mais cosmopolita, ela é uma combatente. Seu figurino precisa ser utilitário, estilo street wear, jeans e black jeans, camisetas de malha de fibra de bambu, underwear de renda aparente, jaquetas de couro e nylon, coletões longos, tênis ou botinha e mochila de neoprene.

Luzia/Ariella
Calça de couro, legging de camurça/black jeans, bota preta, coletes justos decotados sobre malha segunda pele transparente. Algum brilho, luvas de couro preta adereçadas com pontas do dedo cortadas, maquiagem com desenhos pintados formando uma espécie de máscara, acessórios em prata escura , diamante negro e Swarovski brilho escuro.

Ícaro
Calça camuflada, calça de brim recortada, camisetas bem cavadas , camisas de manga curta floral fundo escuro, escapulário, cordões, argola pequena de um lado só, inspirado em rapazes reais das ruas de Salvador da atualidade. 

Luzia.... loira ou morena??????? me diz aí? Q acham? ????

Uma publicação compartilhada por Giovanna Antonelli (@gioanto) em



iB: Quais os objetos/acessórios/peças mais procurados pelos telespectadores?
HG:
Da Luzia, são os coletes, as jaquetas e os acessórios. Do Ícaro, as camisas, calças e acessórios

iB: Como foi o processo de traduzir a Bahia nos figurinos?
HG:
A equipe esteve na Bahia na pré-produção e ficamos mais de um mês gravando nas praias do Sul da Bahia e em Salvador. Isso foi fundamental para transportarmos para a telinha a realidade baiana, o que víamos na rua.

iB: Exista alguma curiosidade peculiar sobre a montagem/escolha dos figurinos dos artistas?
HG:
Costumo trabalhar trocando as nossas ideias com as dos atores. É importante que eles se sintam à vontade com o que vestem no personagem.

iB: Qual dica você daria para montar algum look da novela com um precinho bacana? Quais são as peças-chave?
HG:
Procurar as promoções, brechós, feirinhas etc. As peças-chave variam de acordo com estilo e corpo da pessoa. Os acessórios característicos não podem faltar.

*Sob orientação e supervisão do editor-chefe Rafael Sena