Economia

Todo cuidado é pouco: veja dicas para reformar seu apartamento em segurança

Engenheiro civil Richard Castro explica os cuidados que se deve ter na hora de reformar o apartamento

Redação Dino

Realizar uma reforma de apartamento é algo bastante comum a donos de imóveis, independentemente de a motivação ser a de adaptá-lo a seu gosto ou prepará-lo para venda.

Em ambos os casos as dores de cabeça podem surgir quando não é feito um planejamento adequado. Ou seja, ao estruturar as fases desse processo!

Mas, segundo o Engenheiro Civil Richard Castro de Belo Horizonte (MG), "Reformar o imóvel é sempre um investimento e nunca um gasto." e para que toda obra ocorra dessa forma, alguns cuidados deverão ser tomados.

Como fazer uma reforma de apartamento com segurança?

O planejamento é o passo inicial de qualquer obra, pois, é nela que será determinado os objetivos do dono do imóvel.

Para começar, é importante determinar quais ambientes do apartamento deverão ser alterados. Muitas vezes, o dono pode necessitar apenas de uma reforma de banheiro e não do apartamento como um todo.

Ter isso claro é importante antes de começar a reforma, pois, alterações no projeto podem causar aumento no prazo de finalização e até mesmo elevação dos custos.

É importante ainda que os donos tenham seu próprio orçamento, a partir do qual, determinaram o que podem ou não gastar. Com isso em mente, é hora de procurar um profissional qualificado.

A escolha de um bom engenheiro é fundamental para evitar ainda mais estresses que uma reforma de casa ou apartamento, podem causar.

Isso porque ele irá seguir as normas e padrões vigentes para construções, evitando ilegalidades e obtendo as licenças e alvarás, caso necessário. Além de ser capaz de guiar o projeto de forma mais precisa e clara.

Fase orçamentária da reforma

Na hora de fazer a reforma de apartamento, os donos do imóvel precisam ter em mente o quanto podem gastar em sua totalidade como apontado antes.

Contudo, ao contratar um profissional especializado para elaborar o projeto é que de fato o orçamento da obra será determinado. Esse deverá estar enquadrado no seu limite de gastos, considerando os aspectos efetivos da obra.

Um bom orçamento deve enquadrar os gastos referentes a mão de obra, materiais, equipamentos e custos com luz, água, etc.

Depois da elaboração do projeto, o engenheiro deverá determinar os valores. Uma vez que, dentro dele deverá constar a quantificação de tudo que será necessário.

Todo esse planejamento orçamentário reduz os imprevistos e gastos excessivos em muitas obras informais e que causa prejuízos financeiros a quem busca uma reforma de casa ou apartamento.

Planejamento final para reforma do apartamento

Após toda fase de planejamento orçamentário para reforma, chega a hora de começar a colocar o projeto em prática e de determinar um prazo para realização.

Fica por conta do engenheiro a criação de um cronograma adequado e realístico ao tipo da obra. Mas, a escolha da mão de obra fica por conta dos donos.

O engenheiro pode indicar uma equipe ou até mesmo uma empresa de reformas, porém, em todos os casos é importante fazer comparações de mercado.

Bem como, buscar referências dos profissionais em consideração e, até mesmo, cases de trabalhos anteriores. A escolha deve considerar ainda a capacidade do profissional qualificado em atender os prazos para o fim da obra.

Por fim, fica a cargo dos donos acompanhar a reforma a fim de garantir que o cronograma seja executado dentro do planejado!