Publicidade

Três novidades sobre tratamentos de reprodução humana de 2016

O ano de 2016 começou com boas notícias, 3 delas relacionadas com novidades vindas graças ao trabalho de especialistas do grupo IVI

Publieditorial*
- Atualizada em

A medicina reprodutiva é uma das áreas da saúde que mais avanços tem apresentado nos últimos anos. Desde o primeiro nascimento através da Fertilização in Vitro em 1978, tanto a eficácia, quanto as possibilidades de acesso aos tratamentos da infertilidade melhoraram. O ano de 2016 começou com boas notícias, 3 delas relacionadas com novidades vindas graças ao trabalho de especialistas do grupo IVI, que atualmente é um dos grupos de medicina dedicado à reprodução humana que mais investe em pesquisa e desenvolvimento, além de realizar todos os tratamentos nas mais de 50 clínicas que possuem ao redor do mundo, incluindo Salvador. - Tratamento para portadoras de Síndrome de Asherman e Atrofia Endometrial

Dois bebês nasceram e duas gestações estão em curso graças à terapia de transplante autólogo (Autologous Stem Cell Therapy), que envolve células-tronco coletadas no sangue da própria paciente, tratado e injetado nas pequenas artérias do útero com o objetivo de reativar o endométrio, que é a parede interna do útero, essencial para que a gravidez aconteça.A pesquisa demonstrou a segurança da Terapia de Transplante Autólogo de Células-tronco, sendo esta a primeira fase do estudo. A fase dois do estudo é conseguir que as mulheres portadoras de Síndrome de Asherman e Atrofia Endometrial, que são condições que não têm cura, consigam obter a gravidez espontânea, ou seja, de forma natural. - Produção de óvulos e espermatozoides a partir de células da pele

Mediante a reprogramação celular direta, os investigadores da Fundação IVI conseguiram transformar células da pele em precursoras de células germinais com o objetivo de conseguir que uma pessoa que não tem espermatozoides ou óvulos próprios, possa obtê-los, sem a necessidade de precisar recorrer à doaçãoA pesquisa desenvolvida em colaboração com a Universidade de Standford, é o primeiro passo de um ambicioso projeto a longo prazo inspirado no princípio de reprogramação celular, conceito que deu o prêmio Nobel de Medicina em 2012 para Shinya Yamanaka. - Nova técnica de reprodução humana: Fecundação Natural AneVivo

Desenvolvida pela empresa Suíça Anecova e selecionada como tecnologia pioneira em 2008 pelo Fórum Econômico Mundial. AneVivo permite a fecundação e desenvolvimento inicial do embrião no útero, no lugar de no laboratório, que é como acontece no tratamento de Fertilização in Vitro. Anecova está começando a comercializar a tecnologia Anevivo em determinados centros de prestigio internacional, sendo a clínica IVI Bilbao uma das primeiras a utilizar e participar ativamente do seu desenvolvimento, obtendo o nascimento do primeiro bebê da Espanha a partir dessa técnica.Sobre o IVI

Com sede em Valência, na Espanha, o Instituto Valenciano de Infertilidade (IVI) iniciou suas atividades em 1990. Possui mais de 50 clínicas em 11 países, incluindo Salvador, e é líder em medicina reprodutiva. O grupo conta com uma Fundação, um programa de Docência e Carreira Universitária.*Conteúdo de responsabilidade do parceiro