E. C. Bahia

Tricolor despacha o Vozão para Série B e carimba ida à Copa Sul-Americana

Gols saíram todos no primeiro tempo. Camacho e Lulinha marcaram para o Bahia. Felipe Azevedo pelo Ceará

Eudes Benício (eudes.benicio@redebahia.com.br)
- Atualizada em
Tricolor encerrou a Série A com 46 pontos, na 14ª posição
Mais de duas décadas depois o Bahia está de volta a uma competição internacional. Não houve estória de "facilitar" para o companheiro nordestino. O Tricolor venceu o Ceará por 2 a 1, na tarde deste domingo (4), no estádio de Pituaçu lotado, e carimbou o passaporte para disputar a Copa Sul-Americana de 2012. Gols foram marcados por Camacho e Lulinha. Felipe Azevedo diminuiu.Confira como foi a partida no Lance a Lance do iBahia

A goleada que o Cruzeiro aplicou sobre o rival Atlético-MG (6 a 1), interferiu diretamente no destino dos times que se enfrentaram em Salvador. A vitória mineira garantiu a Raposa na elite e rebaixou o Vozão, independente do resultado do duelo em Pituaçu. De quebra, a derrota sofrida pelo Atlético-MG deu passe livre para o Bahia tomar a 14ª posição e se garantir na competição continental.

O Tricolor encerra a Série A com 46 pontos marcados. Nas 38 partidas foram 11 vitórias, 13 empates e 14 derrotas. Por 43 vezes o Esquadrão balançou a rede dos adversários, mas em compensação levou 49 gols, finalizando o certame com o saldo negativo em seis tentos e 40,4% de aproveitamento.

Tricolor sai na frente

O Ceará começou a partida com o gás de quem queria fugir do rebaixamento. O time alvinegro partiu para cima nos primeiros minutos mas conseguiu balançar a rede antes dos donos da casa. Aos 13 minutos, Camacho se aproveitou da falha na defesa cearense e usou o espaço livre para mandar a bomba da intermediária, direto pra o gol.

Depois da primeira mudança no placar o Ceará se abateu e não conseguia se organizar para que a bola chegasse aos seus três atacantes. O Tricolor se aproveitou do momento e mesmo sem grande poder ofensivo manteve o jogo sob controle até conseguir ampliar. Na marca dos 43', Lulinha recebeu o passe na frente da área e se esticou todo para mandar o chute. Saiu fraco mas tirou o goleiro Diego da defesa. 2 a 0.

Antes do intervalo, dois minutos depois de levar o segundo o Vozão ensaiou a reação para o segundo tempo e marcou no chute rasteiro de Felipe Azevedo.

Vozão abatido

Na ida para os vestiários os jogadores do Ceará ficaram sabendo da goleada que o Cruzeiro aplicava sobre o Galo, que colocava o Vozão na Série B. Não teve como não refletir o abatimento em campo. Mesmo o Bahia desorganizado nas chegadas ao ataque, os cearense não conseguiram reverter a situação.

Com o rival perdido em campo e sem força de ataque, o Bahia, favorecido pelo placar positivo, optou por segurar as investidas do alvinegro e esfriar o jogo, quase não criando boas chances de gol durante o segundo tempo. Aos 41' houve até invasão de campo por um torcedor do Ceará mas já estava tudo decidido.

Bahia 2 x 1 Ceará - Campeonato Brasileiro da Série A - 38ª rodada
Data: 4/12/2011, 17h
Local: Estádio de Pituaçu, Salvador
Árbitro: Wilson Sampaio (DF)
Assistentes: Fabrício Silva (GO) e Fábio Pereira (TO)

Bahia: Marcelo Lomba; Marcos, Paulo Miranda (Danny Morais), Titi, Ávine; Fabinho, Marcone, Camacho (Nikão) e Gabriel; Souza e Lulinha (Junior) - Técnico: Joel Santana

Ceará: Diego; Juca, Thiago Mathias, Fabrício, Vicente; Michel, Heleno, Rudnei (Paulinho); Marcelo Nicácio (Washington), Osvaldo e Felipe Azevedo - Técnico: Dimas Filgueiras