E. C. Bahia

Tricolor goleia o Jequié e pega a Juazeirense nas semifinais;veja gols

Vinicius mais uma vez se destacou na partida com dois gols e duas assistências na goleada por 6x1

Bruno Queiroz, do Correio 24h

O tricolor entrou em campo disposto a encaminhar o triunfo já nos primeiros 45 minutos. Logo aos quatro, Vinícius cobrou falta da direita e Zé Rafael cabeceou forte para vencer o goleiro Gustavo e abrir o placar. Dois minutos depois, aos seis, João Pedro recebeu bom passe, invadiu a área e foi derrubado. Vinícius foi para a cobrança de pênalti e deslocou Gustavo para ampliar o placar. 

Vinicius foi o destaque da partida com dois gols e duas assistências (Arisson Marinho / CORREIO)

O Bahia continuou imprimindo bom ritmo e por pouco não fez o terceiro com Elber. O camisa 7 tentou o drible em cima do zagueiro, que conseguiu fazer o desarme, mas a bola voltou para ele pegar de primeira e obrigar o goleiro Gustavo fazer boa defesa.

 

Com a partida sob controle, o time do técnico Guto Ferreira diminuiu um pouco a intensidade e, mesmo assim, fez mais um gol aos 27 minutos. Vinícius novamente foi o garçom, desta vez em cobrança de escanteio para Rodrigo Becão subir muito e cabecear sem chance para o goleiro: 3x0. 

Forte na bola parada, o tricolor provou do próprio veneno aos 29 minutos. Marcelo Pano se antecipou à zaga e desviou para o gol a cobrança de falta de Felipe Sertânia, diminuindo o placar. Em outro lance, Felipe assustou ao bater falta direto e tirar tinta da trave de Douglas. 

O quarto do Esquadrão quase saiu no finalzinho da primeira etapa com Zé Rafael, que aproveitou a “casquinha” de cabeça de Brumado e finalizou de pé esquerdo, mas o goleiro Marciel, que substituiu Gustavo, machucado, defendeu. 

Com Nino Praíba no lugar de João Pedro, que saiu sentindo dores no joelho, o Bahia voltou em ritmo mais lento do intervalo, mesmo assim seguiu criando as melhores oportunidades. A primeira delas foi justamente em jogada do lateral-direito, que cruzou para Edson dominar e acertar a trave. 

Minutos depois, o volante sairia também machucado, dando lugar a Nilton. A terceira mudança promovida por Guto, mas por opção, foi a entrada de Elton no lugar de Zé Rafael. O quarto gol ensaiou sair aos 27, quando Júnior Brumado recebeu, limpou o marcador e chutou rasteiro, na trave. Na sobra, Nilton também acertou a trave. 

Dois minutos depois, o tricolor ampliou. Nino avançou pela direita, ajeitou para o pé esquerdo e chutou colocado, fazendo um belo gol. Aos 35, Vinicius recebeu passe de Régis e de primeira fez um golaço. Ainda deu tempo de Junior Brumado fechar o placar, completando cruzamento de Nino, aos 38.