Viver Bem

Tudo o que você precisa saber antes de construir sua casa

Começar do zero geralmente fica mais barato do que comprar um imóvel pronto

Especial de Conteúdo


Oferecimento
Que tal ter uma casa exatamente do seu jeito, que atenda a todas as suas necessidades e que tenha a ver com o seu estilo de vida? O sonho é possível para quem topa encarar o desafio de construir uma casa do zero, mas, antes de se aventurar na construção de uma residência, é muito importante fazer a escolha certa do terreno, planejar todas as etapas da construção e contar com uma boa equipe para assessorar na obra.
Construir geralmente fica mais barato do que comprar um imóvel pronto. Levantar os recursos necessários, contratar profissionais, pesquisar terrenos, comprar materiais e acompanhar a obra são algumas das etapas para quem vai encarar o desafio de construir.

Para evitar riscos nessa hora, é sempre melhor ter um bom planejamento. Anote tudo e calcule todos os gastos que terá na construção, desde a contratação de profissionais até detalhes simples de acabamento, como rejuntes e tomadas. Dessa maneira, a construção e finalização da obra sairão realmente mais baratas do que se você fosse comprar um imóvel pronto.



Preparação para a construção

Terreno - Se você ainda não tem o terreno e está buscando um para sua construção, não escolha o espaço apenas pela localização e tamanho. Faça uma pesquisa sobre esse terreno antes de comprá-lo e certifique se ele está devidamente legalizado e em condições para a construção.

É importante ficar atento à inclinação do terreno, se ele é aclive ou declive. Os primeiros são áreas com um plano íngreme e inclinado para cima, em que a partir do início de sua frente, o solo sobe em direção ao fundo, ou seja, olhando a área de frente, se vê um morro. O segundo caso acontece quando a inclinação dele se apresenta abaixo do nível da rua, o solo desce em direção ao fundo.

Além disso, é importante verificar o tipo de solo. Por exemplo, solo arenoso não é recomendado para casas pesadas, com muitos pavimentos. Neste caso, seria necessário realizar uma troca de solo.

Documentação necessária - Cada cidade tem seu regime de documento específico para construção de imóveis. E é extremamente importante que eles estejam em dias antes de iniciar a obra, uma vez que começar a construção sem ter o devido alvará de licença é ilegal.

No caso do Alphaville Urbanismo, é preciso aprovar o projeto na Associação dos Moradores. Para construir uma casa no residencial, é preciso também estar dentro das regras construtivas estabelecidas pelo grupo.

Para começar, é necessário ficar atento aos recuos - que são caracterizados pelas distâncias centrais, laterais e dos fundos que existem entre a edificação e a divisa do lote. No recuso central é proibido qualquer tipo de edificação, inclusive garagens para automóveis, para que o paisagismo seja privilegiado. Já no recuo dos fundos, é permitido a construção de uma piscina, por exemplo. Essas medidas garantem uma residência com conforto térmico e acústico, preservando a ventilação e iluminação solar.

Em relação ao gabarito de altura das residências, é permitido ter dois pavimentos acima do nível da rua, um térreo e um superior, além de permissão para subsolos.

As normas visam boas práticas em relação à construção das residências e, principalmente, para o benefício do conjunto urbanístico do residencial. Mas é importante destacar que as normas não afetam na livre escolha dos projetos arquitetônicos de cada casa.  

•  Planejamento – Assim como qualquer outro projeto de vida, a construção necessita de um planejamento. É imprescindível traçar tudo antes de iniciar a obra, desde os gastos com materiais e mão de obra, até os detalhes do acabamento.

Após analisar o tipo de terreno, e as regras de construção, é hora de desenhar o projeto. Para isso, é recomendado que se contrate um arquiteto. Para a construção, você vai precisar do trabalho de um engenheiro. É importante lembrar da parte elétrica e hidráulica da casa; desenhar uma planta baixa, com a divisão do espaço e dos cômodos; levar em consideração a posição dos quartos em relação à parte térmica e acústica e, claro, pensar na estética da casa.

•  Orçamento - Este talvez seja o ponto mais importante. Se desde o início você souber o quanto poderá gastar, o projeto poderá ser adaptado ao seu bolso. Se o valor for alto, o arquiteto poderá elaborar um projeto mais caro. Se a reserva for limitada, o mesmo projeto deverá ser adaptado com materiais mais econômicos.

•  Lista de necessidades – A casa deve corresponder às necessidades de todos que a habitarão, levando em consideração desde os aspectos mais urgentes até aqueles que irão surgir ao longo do tempo. É muito importante elaborar essa lista ao lado de um profissional habilitado, pois ele irá observar o que pode ser prático e útil.

Mão de obra – Por mais repetitivo que pareça, contratar mão de obra qualificada é fundamental. Economizar nessa hora não vale a pena. Além de garantir que sua residência ficará do jeito que você deseja, os profissionais também irão evitar imprevistos futuros.

Materiais - O preço dos materiais de construção pode variar muito, ainda mais se for comprado em grandes quantidades. Por isso, é importante fazer um levantamento do valor de cada produto em várias lojas, verificando também as condições de pagamento de cada uma delas.

Quer saber mais sobre o Alphaville Litoral Norte? Acesse o site e fique por dentro de tudo.