Mundo

Turistas pagam cerca de R$ 400 por 15 minutos de mergulho com crocodilos

Em imagens postadas nas redes sociais do parque, é possível ver o momento em que tratadores "enganam" os animais

Agência O Globo

Separados por um recipiente de plástico, turistas e crocodilos aparecem na mesma foto: quem visita o parque "Caixa da Morte" passa até 15 minutos rodeado deles, protegidos por um recipiente de plástico. Entre as atrações, um animal de quase cinco metros de comprimento, anunciado como o maior réptil vivo.


Na página da atração, a empresa, na Austrália, anuncia se tratar do único mergulho com crocodilos. São 15 minutos de imersão ( ou submersão, como preferir) no local onde vivem os animais, em água salgada. Primeiro, visitantes são içados para o alto, de onde podem vê-los na água com uma uma visão panorâmica. Depois, eles são mergulhados e ficam frente a frente com as feras, em 360 graus.

Chopper, Axel e William e Kate, como são chamados, são alimentados com frango, carne e peixe diante de turistas boquiabertos. Em imagens postadas nas redes sociais do parque, é possível ver o momento em que tratadores "enganam" os animais com suas presas, como forma de atração para quem assiste à cena. A gaiola é projetada para uma ou duas pessoas, que pagam quase R$ 400 pelos minutos de aventura. A empresa não poupa fotos e vídeos no Instagram, onde já tem quase 40 mil seguidores.