Educação

Ufba: diretoria de sindicato dos professores indica fim da greve

Movimento pode chegar ao fim nessa terça-feira (29), quando a categoria se reúne em assembleia na Faculdade de Arquitetura

Redação Correio 24H*
- Atualizada em

Amanhã completam 120 dias que os professores da Universidade Federal da Bahia (Ufba) iniciaram o movimento grevista que interrompeu as aulas na instituição. Mas, de acordo com a diretoria do sindicato dos professores, o movimento pode chegar ao fim nessa terça-feira (29), quando a categoria se reúne em assembleia, às 9h, na Faculdade de Arquitetura.

“A avaliação da diretoria da Apub é que chegou o momento de pensar em outra estratégia de luta. O balanço que fazemos é que a conjuntura econômica nacional demorará muito mais para se resolver”, explica a presidente do Sindicato dos Professores das Instituições Federais de Ensino Superior da Bahia (Apub), Claudia Miranda.

Cerca de 2,2 mil profissionais lecionam na instituição. Miranda afirma que a “decisão pelo fim da greve depende da assembleia dos professores” e ressalta que orientação da diretoria da entidade é que o movimento seja encerrado.  

Na última quarta-feira, os servidores técnico-administrativos da Ufba aprovaram a saída da greve para quarta-feira.  O reitor da Ufba, João Carlos Salles, informou que caso a greve seja realmente encerrada deverá ser discutido imediatamente um novo calendário para a instituição.

“Cabe ao Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão da Ufba decidir as questões orçamentárias e de calendário”, afirmou, ao ser questionado se o semestre seria cancelado e se há verbas para a retomada das aulas.


Correio24horas