#todosjuntos

Unidas, 10 rádios de Salvador ajudaram mais de 500 negócios em meio à crise

Integrantes do movimento Rádios Solidárias, emissoras abriram seus espaços publicitários de forma gratuita para ajudar o profissional autônomo e o micro empreendedor

Redação iBahia

À medida que o Corona vírus avança no mundo, a solidariedade ganha força e aliados para combater a pandemia. E é esta solidariedade que tem sido a maior arma para combater todas as sequelas deixadas na população.

Em Salvador, 10 rádios deixaram a concorrência de lado e se uniram para ajudar os baianos que há mais de 60 dias vem sofrendo as consequências econômicas da pandemia.

No movimento chamado Rádios Solidária, as emissoras  À Tarde FM, Bahia FM, BandNews, GFM 90,1, Itapoan FM, Jovem Pan, Piatã FM, Rádio Globo, Rádio Metrópole e Sociedade somaram suas audiências do dial e suas forças nas redes sociais para divulgar negócios de pequenas empresas e profissionais autônomos, que foram severamente impactados pelas medidas de prevenção ao Corona vírus. 

Através do whatsapp, cada rádio recebeu áudios de pequenos empreendedores que foram transformados em spots, divulgados ao longo das programações de cada emissora de forma gratuita. Somado as audiências, as 10 rádios alcançam mais de 145 mil ouvintes em Salvador e região metropolitana.

“Só em saber que estamos sendo anunciados é um privilégio. Já tive retorno por conta das Rádios Solidárias. Achei muito importante a ação, porque muitos de nós não temos um capital para investimento em anúncios em rádios, principalmente agora”, relatou Ronaldo Farias, da RT Segurança, que teve seu negócio divulgado através do movimento.

Algumas emissoras que fazem parte do movimento chegaram a produzir spots de 150 empreendedores diferentes, como foi o caso da GFM 90,1. "Tem muita gente participando e precisando dessa ajuda. Somar as audiências de todas as emissoras é uma forma de dar mais visibilidade a quem precisa. No período de pandemia, a comunicação no rádio tem sido ainda mais eficaz", pontuou Maurício Habib, coordenador de programação da GFM 90,1. 

O movimento Rádios Solidárias também vai além do dial para ajudar a divulgar os pequenos empresários. Através dos meios digitais, canais de comunicação como Instagram tem sido de grande ajuda. No perfil criado especialmente pelo movimento (@radiossolidarias) cerca de 590 empresas foram ajudadas e tiveram sua comunicação divulgada na rede social.  "Essa iniciativa das rádios solidárias para mim foi uma ideia muito bacana! É muito importante ter um lugar aonde possa dar visibilidade ao meu negócio! 

Nesse momento de pandemia, onde as pessoas estão reclusas, muita gente usa a internet. Ter esse espaço no Instagram para divulgar meu trabalho ajudou muito!", disse Karina Macho, empreendedora da Saralepe Bordados.

Próximos passos

Agora, o movimento criado pelas emissoras vai partir para uma segunda etapa de solidariedade, sem deixar de ceder espaço em suas programações para divulgar o micro empreendedor. No entanto, o foco vai ser capacitar o pequeno empresário, que precisa se adequar às mudanças de consumo impostas pela pandemia. 

Em parceria com a Brascoaching, as Rádios Solidárias vão promover cursos gratuitos e ajudar o profissional autônomo, com ferramentas e estratégias avançadas de Coaching para driblar a crise.  

O primeiro curso vai ser de Formação Coaching Empresarial EAD e será realizado no período de 29 de maio a 11 de junho. Pra se inscrever baste acessar o site e fazer o cadastro.