Tecnologia

Vazam dados de usuários do Twitter com falha em ferramenta

No mês passado, a rede social anunciou que tinha 335 milhões de usuários em todo o mundo

Bruno Rosa, da Agência O Globo

O Twitter anunciou hoje que descobriu uma falha (bug) em sua plataforma que permitiu a desenvolvedores externos terem acesso a dados privados de seus clientes. Segundo a empresa, o defeito afetou menos de 1% de seus usuários, o que equivale a cerca de 3,3 milhões de contas. No mês passado, a rede social anunciou que tinha 335 milhões de usuários em todo o mundo.

Foto: Reprodução
O problema ocorreu entre maio de 2017 e setembro de 2018. Segundo o Twitter, em comunicado em seu próprio blog, o bug estava presente em uma ferramenta chamada AAAPI, usada por empresas para melhorar a interação com os usuários. A rede social explicou que, se o usuário interagiu com alguma companhia que usava essa ferramenta, o bug fez com que informações, como as "Mensagens Diretas" ou "Tweets protegidos" dos usuários, fossem "enviadas involuntariamente para outro desenvolvedor".

Assim, o Twitter disse que, para evitar abusos ou uso indevido de dados de quem recebeu informações involuntárias, ampliou o seu programa de controle de desenvolvedores nos últimos meses.

Como forma de evitar problemas, o Twitter informou que está entrando em contato com os clientes que tiveram dados vazados e está trabalhando ainda com os desenvolvedores para que eles possam "cumprir com suas obrigações para excluir as informações que não deveriam ter".