Arte e Decoração

Veja como reformar o quarto dos seus filhos gastando pouco

Segundo Márcio Barreto, os aposentos infantis não precisam ser necessariamente “amplos”, mas devem dispor de móveis que tornem o espaço funcional

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Vai ter filho por agora? Quer mudar a arrumação do quarto das crianças? Se respondeu sim para um dessas perguntas, a resposta é você pode decorar gastando pouco e ter um excelente resultado. O arquiteto Márcio Barreto separou algumas dicas para te ajudar neste processo. Confira! 

Segundo o especialista, os aposentos infantis não precisam ser necessariamente “amplos” — dimensão do quarto —, mas devem dispor de móveis que tornem o espaço funcional; sem deixar obstáculos que impeçam o desenvolvimento de brincadeiras e atividades. Márcio Barreto explica que o espaço ideal para as crianças é onde elas consigam espalhar os brinquedos e se relacionarem constantemente com o lugar. 

Foto: divulgação

Vale apostar em cores nas paredes, nichos para brinquedos, lugar para estudo/leitura e móveis resistentes, além de setorizar o cômodo, unindo aconchego e arrumação para os pequenos. Segundo o arquiteto, itens decorativos e móveis lúdicos também devem compor o quarto, estimulando a conexão da criança com sua própria área.

“Um móvel simples e funcional para o cômodo infantil pode ser feito através de um rolo de papel kraft preso na parede com suporte. Dessa forma, a criança terá a liberdade de desenhar e os pais não se preocuparão com possíveis riscos nas paredes, muito comum nessa fase. Além disso, com o quarto mais convidativo, as crianças passarão a considerar aquele cômodo como seu ‘cantinho’ favorito da casa”, indica.

Para aqueles que visam projetos que atendam ao desenvolvimento da criança a longo prazo, Márcio indica projetar cores neutras no quarto e apenas uma parede com cor em destaque. 

“Essa cor geralmente tem relação com o personagem favorito e os bonecos e bonecas, quadrinhos e demais itens de decoração trazem a temática. O ganho com essa proposta é possibilitar que o quarto seja alterado facilmente quando a criança se tornar adolescente. Basta tirar o elementos infantis e o quarto já terá outro visual”, conclui.