Gastronomia

Vender brigadeiros é uma excelente oportunidade de negócios

A guloseima de origem brasileira é atração de estabelecimentos e empresas criados exclusivamente para comercializá-los

Emília Oliveira (emilia.oliveira@redebahia.com.br)
- Atualizada em


Fazer brigadeiro é tão simples que a receita é uma das primeiras aprendidas por qualquer criança. Basta juntar em uma panela uma lata de leite condensado, uma colher de sopa de margarina e quatro colheres de sopa de chocolate em pó e mexer em fogo médio até desgrudar da panela. Depois é só esperar esfriar, untar as mãos com manteiga, enrolar de um em um, passar chocolate granulado, colocar em forminhas e pronto, o delicioso docinho está preparado para ser devorado. O simples tornou-se ainda mais pratico  de ser consumido com o surgimento de diversas brigaderias e empresas especializadas em Salvador.


A guloseima de origem brasileira é atração de estabelecimentos e empresas criados exclusivamente para comercializá-los. A relações públicas Daniela Bastos, 27 anos, começou a trabalhar com o docinho em 2010 e no ano seguinte passou a investir na 'Dani Brigadeiros', marca criada para vender brigadeiros gourmet. "Meus colegas de trabalho compravam meus brigadeiros e vi nisso uma oportunidade de ter o meu próprio negócio", revela a empresária.


A empresa de Daniela se expandiu e atende desde maternidade, bodas e casamentos, até festas de debutante, aniversários e formaturas. "Atualmente, possuímos mais de 30 sabores de brigadeiros gourmet, com opções de embalagens em caixas, potinhos, bisnagas, kits, panelinhas, marmitas e ainda com layouts personalizados", explica.



Já as brigaderias começaram a surgir em Salvador quando o brigadeiro deixou as festinhas infantis para virar o docinho da moda. No final de 2010, a consultoria de marketing americana JWT listou o brigadeiro como uma das tendências de mercado em 2011. Desde então, negócios relacionados à guloseima só cresceram. Em grandes shoppings da capital baiana, por exemplo, é comum encontrar brigaderias que oferecem dezenas de tipos de brigadeiros como o 'Meu Brigadeiro' e 'Brigaderia Mix'.


Com o tempo, o docinho passou a ser uma boa opção de presente e não apenas de consumo próprio. Em sua carta de brigadeiros, Daniela oferece desde os tradicionais até os mais inusitados como os de pistache, paçoca, tapioca e limão."Fui aperfeiçoando novos sabores, criando embalagens, estudando o mercado e assim fundei a Dani Brigadeiro, mas comecei vendendo aos poucos, para amigos e amigos de amigos", ressalta.


Atualmente, o brigadeiro gourmet ocupa um espaço que já foi de trufas, macarrons e cupkakes. O docinho reconquistou os brasileiros e ganhou lugar de destaque em festas requintadas e faz muito sucesso. Afinal, é impossível resistir a um gostoso e bem feito brigadeiro.


Veja também:

Com moderação, guloseimas podem entrar na sua dieta