Mundo

Vítima de abuso sexual por professora pede R$ 9 milhões de indenização

Jovem alega ter sofrido graves danos psicológicos, de acordo com reportagem do "Daily Star"

Fernando Moreira, da Agência O Globo


Kelsey McCarter, de 28 anos, já está cumprindo pena de prisão por ter feito sexo com um menor de idade. Agora, a americana, que era professora de educação física e treinadora de futebol na South-Doyle High School, em Knoxville (Tennessee, EUA), corre o risco de ter que pagar uma indenização milionária.

A vítima está pedindo o equivalente a R$ 9 milhões de indenização a Kelsey, o marido dela e e Departamento de Educação de Knoxville. O jovem alega ter sofrido graves danos psicológicos, de acordo com reportagem do "Daily Star".

Foto: Reprodução
O abuso sexual começou em julho de 2015 quando o então aluno e atleta de Kelsey tinha 14 anos e morava na casa da professora, que era casada com Justin McCarter, para ficar mais perto da escola.

De acordo com o processo, Kelsey chegou a fazer sexo oral no adolescente quando o marido estava do lado de fora da casa lavando o carro da família. Em outra ocasião, os dois interroperam o sexo quando a professora ouviu o marido chegar em casa de carro.

Justin chegou a desconfiar da relação, mas não comunicou a suspeita à direção da escola de ensino médio. O abuso prosseguiu até janeiro de 2016, quando o adolescente resolveu deixar a casa dos McCarter e procurou a polícia.