Economia

Você também vive na xepa? Confira dicas de como lidar com alta nos preços dos alimentos

Planejamento se torna ainda mais fundamental em um cenário com pandemia e altas taxas de desemprego

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Se você acompanha o Big Brother Brasil, sabe que toda semana a casa é divida em dois grupos: vip e xepa. No vip, os brothers ganham mais “dinheiro” e tem acesso a diversos tipos de alimentos. Na xepa, a realidade é outra. Os participantes possuem menos recursos e precisam se organizar para comprar os itens básicos, como carnes de segunda, pão e ovo. 

Mas não é só no reality show que as pessoas precisam economizar nas escolhas. Na vida real, a pandemia e a alta dos preços causaram dificuldades financeiras para muitos brasileiros, que agora precisam substituir a carne pelo ovo, por exemplo.  

De acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidos Amplo (IPCA), o preço das carnes subiu 17,97% só em 2020. Os cortes mais afetados foram os de segunda, como músculo e cupim, normalmente consumidos pela população de baixa renda. 

Além das carnes, os preços nos mercados também subiram. Segundo o IBGE, o arroz teve um aumento de 70% e o feijão de 40%.  

Para ajudar a diminuir o impacto desse preços na sua mesa, João Figueira, Head de Operações da Simplic, separou 5 dicas para você usar na hora de fazer mercado. Confira: 

  • Planejamento e lista de compras 

O planejamento é um item essencial em qualquer área da vida financeira, incluindo o supermercado. Neste momento, é importante planejar suas refeições e fazer uma lista de compras. Com isso, você vai ao supermercado ciente do que realmente precisa comprar e da quantidade que necessita.  

Com planejamento é possível evitar a compra de itens que são dispensáveis naquele momento, além de maiores despesas.  

  • Substitua marcas  

Outra alternativa é buscar substituir as marcas dos preços que tiverem em alta, por marcas mais baratas, que acabam oferecendo um preço um pouco mais em conta e, em muitos casos, com uma boa qualidade.  

  • Priorize as frutas e legumes da estação  

As frutas e os legumes da estação costumam ser mais baratos justamente por haver uma maior oferta naquele período.  

Entre as frutas e legumes da estação estão: Abóbora, abobrinha, batata-doce, berinjela, cenoura, chuchu, mandioca, milho verde, nabo, pimentão, quiabo, rabanete, repolho, abacaxi, abacate, ameixa, banana, caju, coco, figo, goiaba, jaca, laranja, limão, maçã, manga, maracujá, melancia, melão, entre outros.  

  • Atacados ou feiras 

Os atacados também são uma alternativa na busca por economia, pois oferecem preços mais vantajosos e descontos na compra de mais de um item do mesmo produto.  

Outra opção é procurar feiras locais, de bairros, que também costumam oferecer preços mais acessíveis.   

  • Pesquise os preços e fique atento à promoções  

Esse é um momento de ficar atento aos preços. Anote os valores daquilo que você precisa na sua lista de compras, compare preços em diferentes estabelecimentos e entenda as diferenças no seu orçamento.  

Alguns supermercados também oferecem descontos e promoções durante a semana. Ficar atento a esses dias e descontos para comprar os itens que precisa também pode ajudar.