E. C. Bahia

Bahia tenta recuperar prestígio em casa diante do Vasco

Se vencer, o Esquadrão deixa o cruzmaltino para trás na tabela

Bruno Queiroz, do Correio 24h
- Atualizada em

Este domingo (2) é um daqueles dias preferidos para o torcedor tricolor. Jogo do Bahia na Fonte Nova, no dia mais tradicional do futebol, no melhor horário, 16h, e contra um grande clube brasileiro, o Vasco. Para tudo ficar perfeito, falta apenas o triunfo.  

Será o primeiro jogo do time como mandante no returno e o objetivo é voltar a ter um bom desempenho dentro de casa. No primeiro turno, das nove partidas em Salvador, foram quatro triunfos (contra Atlético-PR, Atlético-GO, Cruzeiro e São Paulo), dois empates (Fluminense e Avaí) e três derrotas (Palmeiras, Flamengo e Sport). Foi somente a 12ª melhor campanha entre os 20 clubes da Série A.


Nesta mesma temporada, antes do início do Campeonato Brasileiro, o Bahia vinha mostrando grande força na Fonte Nova. No título da Copa do Nordeste, por exemplo, venceu todas as seis partidas dentro de casa. Ano passado, na Série B, teve 100% de aproveitamento como mandante no segundo turno, ganhando os nove jogos.

“A gente precisa voltar a vencer em casa, ter esse fator como predominante. Estamos pecando muito em falhas, em vacilos. A gente vinha fazendo um jogo de igual para igual com o Atlético-PR, fizemos 1x0 e tomamos gols de desatenções. A Série A é fatal, em apenas um lance se decide um jogo. Vi um dado que 35% dos nossos gols são de vacilos, isso não pode”, afirmou o zagueiro Tiago, que aproveitou para elogiar a torcida tricolor, que tem comparecido em bom número ao estádio.

“Nós temos que agradecer aos torcedores, que em momento algum nos abandonam. Eles são nosso 12º jogador, fazem um belo papel indo na Fonte Nova, nos apoiando. É surpreendente, a torcida do Bahia acompanha, torce, vibra. Eles estão sendo muito importantes para nós. Mesmo sem uma boa campanha em casa, eles estão nos acompanhando”, agradeceu. O Bahia tem a 5ª melhor média da Série A como  mandante, com 18.681 pagantes por jogo.

Jogo de seis pontos
Vencer o Vasco possibilitaria o Bahia a respirar em relação à distância para a zona de rebaixamento e, de quebra, passar o time carioca na tabela de classificação. Enquanto o tricolor é o 15º com 23 pontos, o time cruzmaltino está na 13ª colocação, com 25. Para o técnico Preto Casagrande, sua equipe precisa se impor e ter bastante atenção para sair da Fonte Nova com mais três pontos.

“Independente do esquema tático do Vasco, o mais importante é o que a gente tem feito por nós mesmos. A atenção tem que ser redobrada. Conversamos diariamente com os atletas sobre a equipe do Vasco, sobre possíveis mudanças. Mas o mais importante somos nós, a maneira que vamos nos comportar diferente. O Vasco não está numa situação fácil e, se ganharmos, passamos eles na tabela”, avisa.