E. C. Bahia

Ceará x Bahia: o que esperar do jogo pela Copa do Nordeste

Equipes que decidiram torneio em 2015 se enfrentam em Fortaleza

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Depois de dar um passo importante para passar de fase na Copa Sul-Americana no meio de semana, o Bahia volta as atenções para se recuperar na Copa do Nordeste. O tricolor entra em campo neste sábado (15), às 16h, para enfrentar o Ceará, no Castelão, em Fortaleza (CE).

As duas equipes tiveram confrontos decisivos nas últimas edições da "Lampions". Em 2015, o jogo decidiu a competição, vencida pelo Ceará após triunfos em Salvador e Fortaleza. Já em 2018, as duas equipes se cruzaram na semifinal. Melhor para o Esquadrão, que venceu por um a zero no Castelão, gol de Élber, e empate sem gols na Fonte Nova. O triunfo do tricolor marcou a estreia de Enderson Moreira, hoje técnico do Ceará, a frente do time baiano.

Para o jogo deste sábado, o atacante Fernandão foi liberado para acompanhar o nascimento do filho. Com isso, o atacante Saldanha, que integra a equipe de aspirantes, foi relacionado para o confronto e deve ser opção no banco de reservas.

Tricolor vem de triunfo na Sul-Americana (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Do outro lado, o Ceará tem diversas caras conhecidas do torcedor do Bahia. Além de Enderson à beira do gramado, o lateral Eduardo, os atacantes Rogério e Rodrigão e o meia Vinícius fazem parte do elenco do Vozão. Nenhum desses, no entanto, deve ser titular no confronto.

Com quatro pontos, o Bahia ocupa a sexta colocação do grupo A e está fora da zona de classificação para a próxima fase. No entanto, o tricolor está apenas um ponto atrás do Fortaleza, líder do grupo.



FICHA TÉCNICA
Ceará x Bahia - 4ª rodada da Copa do Nordeste
Data: 15/02
Horário: 16h
Local: Castelão, Fortaleza (CE)
Arbitragem: Zandick Gondim Alves Júnior (RN)
BAHIA
Provável escalação: Anderson, João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Flávio e Daniel (Rossi); Élber, Clayson e Gilberto.
CEARÁ
Provável escalação: Fernando Prass, Samuel Xavier, Klaus, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; William Oliveira, Charles, Fernando Sobral, Leandro Carvalho e Felipe Baxola; Rafael Sóbis (Bergson)