E. C. Bahia

Com gol nos acréscimos, Bahia vence o Santos na Fonte Nova

Garoto Júnior Brumado marca o gol do primeiro triunfo tricolor aos 49 da etapa final

Vitor Villar, do Correio 24 Horas (vitor.villar@redebahia.com.br)
- Atualizada em

O Bahia finalmente estreou na Série A, neste sábado (21), contra o Santos. Diferentemente da 1ª rodada, quando fez um jogo apático contra o Internacional, o Esquadrão aproveitou bem o clima da Fonte Nova e venceu por 1x0.

Pena que o torcedor tricolor teve que passar tanta raiva durante os 90 minutos para comemorar. O gol do triunfo saiu apenas no último minuto de jogo, aos 49. Júnior Brumado foi o herói, completando desvio de Elton após cobrança de escanteio de Allione.

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Na próxima rodada, o Esquadrão joga novamente em casa, contra o Atlético-PR. A partida será no domingo (22), às 16h. Antes disso, na quinta-feira (26), às 21h45, pega o Botafogo da Paraíba pelas quartas de final da Copa do Nordeste, fora de casa. 

Voando

O tricolor começou a partida em altíssima velocidade. Logo aos quatro minutos, Vinícius arriscou de longe e exigiu trabalho de Vanderlei, goleiro destaque santista. Com oito, já surgiu a chance mais clara. Nino entrou na área com velocidade pela direita e chutou forte. Vanderlei fez outra linda defesa. No rebote, Edigar Junio, sem goleiro, carimbou a trave.

Os 20 minutos iniciais foram de sufoco para o Santos. O Bahia atacava como queria, explorando sobretudo a velocidade dos laterais Léo e Nino. Quando o Peixe conseguia tirar a bola da sua intermediária, era rifando a bola. Mesmo assim, o tricolor recuperava e mantinha a posse de bola. A única chance santista foi num lance esporádico. Aos 22, Rodrygo dividiu e ficou com a bola. Depois, tabelou com Gabigol e ficou cara a cara com Douglas; Gregore desviou para salvar o tricolor.

Foi só um susto. Aos 26, o Bahia revidou na medida: em alta velocidade, Léo recebeu na esquerda e deu um lindo chapéu em Daniel Guedes. Na sequência, cruzou para Edigar. Ele ajeitou para Zé Rafael, que chutou para fora. Nos minutos finais da primeira etapa, porém, o Santos conseguiu equilibrar a partida, fechando principalmente as laterais. Com o meio-campo pouco inspirado – Vinícius não fez boa partida –, a pressão do Bahia caiu muito.

Lá e cá

A superioridade do Bahia não foi vista na etapa final. O jogo ficou bem mais franco, com o tricolor mantendo a posse de bola, mas errando demais no ataque e dando o contra-ataque para o Peixe chegar com muito mais perigo.

Um bom exemplo aconteceu aos 20 minutos, quando o  Santos saiu em velocidade com Gabigol pela esquerda. Ele cruzou para a área, Douglas saiu mal e a bola ficou com Rodrygo. O garoto demorou de finir a jogada e perdeu um gol feito.

Aos 24, novo perigo. Lucas Fonseca errou na saída de bola, Rodrygo ficou com ela e tocou para Gabigol chutar em cima de Tiago. A resposta tricolor veio aos 27, mas de longe do gol: Zé Rafael arriscou de fora da área e Vanderlei fez outra linda defesa.

Apesar de todo o espaço deixado pelo Bahia, foi o tricolor quem comemorou no final. Quando parecia não haver mais tempo, a estrela do garoto Júnior Brumado, 18 anos, surgiu. Aos 49, Elton desviou escanteio cobrado por Allione no primeiro pau e o centroavante se antecipou a Vanderlei para marcar o gol do triunfo.